Starry Sun Reiki Luz Para Todos!: Setembro 2012

Pesquisar este blog

domingo, 23 de setembro de 2012

REIKI AJUDA NO COMBATE AO CÂNCER



MEDICINA & BEM-ESTAR
|  N° Edição:  2009 |  02.Mai.08 - 10:00 |  Atualizado em 23.Set.12 - 11:25

Opções contra o câncer

Instituições importantes no tratamento da doença criam serviços de massagem, reiki, acupuntura e dança, entre outras terapias



CLÁUDIO GATTI/AG. ISTOÉ
AUXÍLIO Cutait aplica reiki em Patrícia. Ela diz que o método a ajudou a lutar contra um tumor nos rins
Depois de anos de discussão sobre os danos e possíveis benefícios das terapias alternativas – agora também chamadas de complementares ou integrativas – na luta contra o câncer, médicos de algumas das mais avançadas instituições para o tratamento da doença finalmente abriram as portas a essas práticas. A prova mais evidente disso é o surgimento de serviços que ministram e ensinam a automassagem, ioga, dança e musicalização, entre outras terapias, no interior de instituições de referência, como M. D. Anderson, Danna Farber e Memorial Sloan-Kettering Center. Além disso, os métodos estão em mais de 30 universidades, entre elas Duke University, Stanford, Columbia e Harvard.
Agora, é a vez de o Brasil seguir esse modelo. Em São Paulo, o Hospital Albert Einstein lançou recentemente um programa nos mesmos moldes do M. D. Anderson. É a primeira grande instituição do País a criar um serviço de práticas complementares, que também sediará estudos em cooperação com o centro americano. “A maioria dos pacientes de câncer usa a medicina complementar ou tem interesse nela. Porém é sabido que alguns métodos podem ser prejudiciais. Criamos um serviço em que podem se informar sobre as evidências científicas e escolher, junto com seus médicos, as melhores terapias para cada caso”, explica o cirurgião Paulo de Tarso Lima, responsável pela área de medicina integrativa do Einstein. O programa é oferecido para pacientes que acabaram de receber o diagnóstico, que estão em tratamento ou já passaram por ele.
OFERTA No M. D. Anderson, pacientes contam com musicoterapia e acupuntura
A explicação para o acolhimento das técnicas complementares pelas instituições é a enorme demanda pelos métodos por parte dos pacientes e estudos controlados que mostram o sucesso de alguns deles. “Muitas técnicas podem ser úteis para melhorar a qualidade de vida dos pacientes e suas respostas aos tratamentos clínicos”, explica o médico Lorenzo Cohen à ISTOE. Ele é o diretor do Programa de Medicina Integrativa do M. D. Anderson, que reúne 72 modalidades terapêuticas em um dos prédios da instituição, no Texas. “Queremos também assegurar que os pacientes sejam educados para fazer a integração apropriada dos métodos com o cuidado médico convencional. O objetivo é que eles ajudem e não atrapalhem a recuperação”, disse Cohen.
De fato, quando o processo é conduzido corretamente, os ganhos são evidentes. Desde que teve o diagnóstico de um tumor nos rins, a publicitária Patrícia Conte, 35 anos, submeteu-se a sessões de reiki – técnica que usa a imposição de mãos para transmissão de energia vital, segundo os adeptos. “Foi essencial para restaurar meu equilíbrio”, diz. O mestre em reiki Plínio Cutait, responsável pelas aplicações do método em Patrícia, cuida de pacientes com câncer há 15 anos. “O reiki não trata a doença, mas a pessoa”, afirma. “Pode promover relaxamento, desbloquear emoções, apaziguar a mente ou acelerar os processos regenerativos físicos e emocionais”, garante ele, que agora atende também dentro do Hospital Albert Einstein.

POSSIBILIDADES...




Qualquer tarefa necessita de energia para ser realizada. O Reiki, como uma forma de energização, poderá contribuir em todas as suas realizações.
Um cozinheiro que se conecta à energia Reikipreparará alimentos de alto poder energético; um professor comunicar-se-á com mais eficiência; um dentista poderá utilizar o Reiki para acalmar o seu cliente; uma dona de casa fará da sua casa um ambiente harmonizado em todos os níveis; um atleta encher-se-á de energia para melhorar seu desempenho; um estudante transformará a energia em aprendizado.
Os seres vivos têm a capacidade natural de se manterem saudáveis e de eliminar as toxinas e doenças que possam adquirir. Todos temos um sistema imunológico que nos protege das invasões que sofremos constantemente no dia-a-dia. Se a proteção natural é prejudicada por algum excesso cometido ou a escassez de algum nutriente, por exemplo, oReiki contribuirá para a sua recuperação e para que essa capacidade se mantenha otimizada em cada um de nós. Ele também aumentará a sua sensibilidade corporal, permitindo que você tenha mais facilmente a vontade de comer um fruta que necessite ou de sair de um ambiente que não lhe faz bem.

A ENERGIA PELAS MÃOS





A energização através das mãos não se trata, de maneira alguma, de um processo mágico ou misterioso; pelo contrário, é uma forma antiga e natural de reequilibrar o campo energético do beneficiado; o que deve ser sempre feito com atenção, respeito e amor.
Instintivamente, tanto o ser humano quanto os animais utilizam-se do toque para transmitir bem-estar e aliviar a dor. Quando machucamos uma parte do nosso corpo, por exemplo, uma das nossas primeiras reações é pôr as mãos sobre a área atingida; quando temos dor de estômago, colocamos nossa mão sobre a sua região; ou, quando temos dor nas costas, queremos tocar a parte dolorida ou que alguém nos toque para aliviar a dor. Os animais lambem onde dói ou está ferido para aliviar a dor e acelerar a cicatrização. O carinho com as mãos ou o beijo dos pais, ajudam a criança a acalmar-se, retirando as suas tensões, medo, susto, preocupações exageradas e até a esquecer que havia se machucado – dissolve o trauma.
Reiki, por mais complexo que possa parecer, é uma técnica simples de transmitir energia através das mãos.

REIKI E O NOSSO DESPERTAR






De minha mestra de REIKI repasso a vocês o conceito que ela me passou do autor Otto Feniche do livro Teoria Psicanalítica sobre doença:
Toda doença é psicossomática, visto não haver doença somática inteiramente livre de influência psíquica.
Um acidente pode ter ocorrido por motivos psicogênicos e tanto a resistência contras as infecções quanto as funções vitais são incessantemente influenciadas pelo estado emocional do organismo e até a mais psíquica das conversões pode basear-se em facilitação puramente somática. A influência dos afetos inconscientes secreta hormônios quantitativa e qualitativamente diversos, dessa forma influindo eles no sistema nervoso vegetativo e nas funções físicas.




E o REIKI é um método energético, não polarizado e portanto sempre seguro.
Porque a energia é única e tripla atividade, pois encerra em si mesma, a polaridade positiva, negativa e neutra.

Segue abaixo dois vídeos sobre o REIKI , seu conceito e sua importância com destaques:









Quando há equilíbrio, a energia circula de forma livre nos seres vivos alimentando todas as células e órgãos do corpo e possibilitando o pleno desempenho das suas funções vitais; seja uma planta, um animal ou um homem.
Quando há um desequilíbrio em qualquer aspecto que permeie a vida – seja um exagero cometido, uma contaminação no sistema, traumas, escassez de algum recurso essencial, dentre outros – o corpo libera ou absorve energias que produzem barreiras impedindo o fluxo de energia vital, atuando no corpo físico e criando a “doença” ou atuando no corpo emocional e criando traumas, por exemplo. As consequências disso podem ser uma simples dor de cabeça, um nódulo muscular, uma doença grave  como o câncer, baixa de imunidade, perda do vigor físico e do prazer de estar vivo, um descontrole emocional, uma irritação, etc.
Reiki é uma energia apolar, inteligente e curativa,que tem o poder de elevar a energia de quem o recebe.
Circula entre as informações sobre o Reiki, que por ser inteligente, essa energia “procura” por si mesma os bloqueios energéticos prioritários a serem trabalhados no beneficiado; ou ainda, porque essa energia procura os bloqueios que devem ser trabalhados e flui até eles, ela é inteligente. De certa forma, esta informação é verdadeira. Porém, é mais plausível a explicação de que, simplesmente, o Reiki eleva por completo, agindo no emocional, físico e mental. Para conseguir colocar o favorecido numa frequência mais alta do que aquela em que se encontrava antes da aplicação de Reiki, os bloqueios energéticos presentes em determinadas zonas do corpo devem ser removidos pois, sendo bloqueios, são de baixa frequência. Assim é a inteligência do Reiki: atua elevando, removendo baixas frequências, para colocar o indivíduo que o recebe num estado de amor, serenidade, compaixão, desapego, perdão verdadeiro, humildade, disciplina, calma, otimismo, paz, bondade… Que são emoções, sentimentos e estados elevados.
Muitas vezes os bloqueios presentes no corpo energético são sutis e mesmo os mais densos iniciam-se de forma sutil. O Reiki, como uma poderosa ferramenta na eliminação desses bloqueios, é um eficiente agente preventivo, evitando o surgimento de doenças, sentimentos e padrões de comportamentos nocivos e tudo mais o que possa baixar a frequência energética do indivíduo, trazendo tranquilidade para que este escolha conscientemente aquilo que é melhor para ele.
A energia que gerou e alimenta o Ki de cada ser provém do universo e pode ser captada através da luz do sol, de alimentos frescos (vivos ou in natura), do ar, de ambientes sagrados e/ou harmonizados, de uma sessão de terapia energética e de pessoas que estão na frequência do amor.
A técnica do Reiki poderia ser definida como aplicação de energia universal, que contribui para trazer de volta o estado pleno de saúde, harmonia, felicidade; um instrumento de transformação e realização. Captada do universo, a energia não provém do terapeuta, dessa forma, este não fica exaurido mesmo após várias sessões de atendimento.
Quando o reikiano está com todas as condições necessárias para aplicar a energia adequadamente, verificamos que ele também se beneficia na aplicação e, ainda, os ambientes onde as sessões são realizadas, após uma aplicação bem feita, se elevam, ficando num clima de paz e harmonia. Isto porque a energia passa pelo ambiente e pelo terapeuta para poder chegar até os clientes.
A abrangência do Reiki e a característica de utilizar a energia universal e não humana, faz desta uma técnica poderosa.





REIKI DA NOVA ENERGIA?




Nesta era da Nova Consciência tudo está em evolução, em expansão...
A energia mudou, o modo de viver o Reiki também!
Descobre a beleza de deixar a energia Ser em Ti.
Deixa-te Ser quem realmente És!
Livre de ideias preconcebidas, de complexos, de quaisquer barreiras!
Basta escolheres para Ti a mudança.
Vive o teu Eu Sou.
O Reiki é energia cósmica universal, desde sempre disponível, mas facilitada pela técnica simples e amorosa que Mikao Usui nos legou nos princípios do século XX. Desde, 2011, no limiar de algo novo, da Nova Terra, o Reiki é um ponto de partida para essa viagem de consciência e de descoberta dos potenciais do Ser.

Os últimos anos foram de imensas transformações energéticas, electromagnéticas, conscienciais no planeta Terra. A Nova Energia chegou e veio mudar paradigmas e padrões. Na realidade, veio em resposta a um anseio, a um chamado profundo, que cada um de nós fez de mudança, de renovação, de um sonho de um mundo mais fraterno, mais justo, mais harmônico, em que o ser humano tivesse a liberdade de se expressar, de encontrar o seu caminho, de se encontrar.

O Reiki não é mais um ponto de chegada, é um ponto de partida para a compreensão e entendimento do Eu Sou, para a integração de aspectos, para a fusão na Essência.

Colocas a energia ao teu serviço e deixas que a tua voz interior te conduza.
Descobres essa ligação com tudo o que existe, tens essa dádiva constante de energia e, talvez mais significativo ainda, seja esse impulso sempre presente para avançares, esse impulso de confiança em Ti. Sim, essa energia amorosa e compassiva que brota dentro de Ti que apela à aceitação de todas as experiências, sem julgar... em aceitação.

O Reiki traz esse impulso de reconexão de todas as partes do Ser, que confere bem-estar, harmonia e equilíbrio. Deixas de ser fragmentado, separado, em modo de sobrevivência... Deixas de viver sujeito a dependências, carências, apegos e aprendes a viver da tua energia, do manancial infinito de luz, de energia, de sabedoria que há em Ti.

Descobres que és um Criador da tua realidade. Assumes as tuas responsabilidades e a liberdade de fazer as tuas próprias escolhas, sem condicionamentos do passado, só por hoje, na aventura de viver plenamente, neste Agora que é tudo o que existe, e assim construindo o teu futuro.


Bom lembrar que o REIKI  é, ao mesmo tempo, uma técnica de harmonização, uma energia e uma terapia. É difícil entendê-lo com a mente analítica e racional. O Reiki não é para ser explicado, é para ser vivenciado. Tentar defini-lo é como tentar definir o amor, que só poderá ser compreendido se vivenciado.



quarta-feira, 19 de setembro de 2012

REIKI PESQUISAS CIENTÍFICAS



Pesquisas científicas (William Lee Rand) na área de imposição de mãos estão sendo conduzidas há algum tempo. Há agora algumas experiências que validam a utilidade do Reiki como técnica de cura.



Alguns dos resultados mais interessantes destas experiências demonstram que os resultados positivos são mais do que efeito placebo. Wendy Wetzel, uma enfermeira descreve uma experiência de Reiki que ela conduziu: "Cura por Reiki - Uma Perspectiva Fisiológica".
Em seu estudo, quarenta e oito pessoas compuseram o grupo experimental enquanto dez, o de controle. Os grupos tiveram amostras de sangue retiradas no princípio e término da experiência. O grupo experimental recebeu treinamento em Reiki I. O grupo de controle não foi envolvido no treinamento de Reiki.
Das amostras de sangue foram analisados a hemoglobina e o hematócrito. Hemoglobina é a célula vermelha do sangue que leva oxigênio. Hematócrito é a relação das células vermelhas do sangue com o volume total de sangue. As pessoas do grupo experimental tiveram mudança significativa nestes valores com vinte e oito por cento sofrendo um aumento e o resto uma diminuição. As pessoas do grupo de controle não tiveram mudança significante. As alterações, aumento ou diminuição, são consistentes com o propósito de Reiki que é trazer equilíbrio em uma base individual.Uma paciente teve 20% de aumento nestes valores. Ela continuou tratando-se diariamente com Reiki e depois de três meses, o aumento foi mantido. A paciente vinha de um quadro de anemia por deficiência de ferro.
Outra experiência demonstrou aumento nos valores de hemoglobina; conduzida pela médica, Otelia Bengssten, em um grupo de setenta e nove pacientes com diagnósticos de pancreatite, tumor cerebral, enfisema, desordens endócrinas múltiplas, artrite reumática, e parada cardíaca.
O tratamento de Reiki foi feito em quarenta e seis pacientes, sendo trinta e três controles. Os pacientes mostraram aumentos significantes nos valores de hemoglobina. A maioria dos pacientes informou melhoras ou desaparecimento completo dos sintomas. Esta experiência e a anterior demonstrou que as aplicações de Reiki produzem melhoras biológicas.
No centro médico St. Vincent em Nova Iorque a experiência foi efetuada por Janet Quinn, diretor assistente de enfermagem na Universidade da Carolina do Sul. A meta desta experiência era eliminar o efeito placebo. Trinta pacientes de coração receberam vinte perguntas de um teste psicológico para determinar o nível de ansiedade. Eles foram tratados por um grupo treinado em Reiki. Um grupo de controle de pacientes também foi tratado por pessoas, não treinadas em Reiki, que imitaram as mesmas posições de imposição de mãos. No primeiro grupo dezessete por cento tiveram o nível de ansiedade diminuído depois de cinco minutos de tratamento; o outro grupo não apresentou nenhuma modificação.
Daniel Wirth da Ciências Internacional de Cura em Orinda, Califórnia conduziu um experimento controlado usando Reiki. Quarenta e quatro estudantes de faculdade, do sexo masculino, receberam feridas idênticas infligidas por um doutor no ombro direito ou esquerdo. Vinte e três receberam Reiki e os outros vinte não. Os tratamentos eram ministrados de tal modo que a possibilidade de um efeito placebo estava eliminada. Todos os quarenta e quatro estudantes estendem os braços através de um buraco na parede. No outro quarto, estava o reikiano administrando Reiki sem os tocar. Nem todos receberam Reiki. Foi-lhes informado que o experimento era sobre a condutividade elétrica do corpo. Ninguém sabia que a experiência era sobre cura. No oitavo e décimo sexto dia foram feitas avaliações dos ferimentos. Depois de oito dias, as feridas do grupo tratado tinham melhorado 93,5 por cento comparados com 67,3 por cento dos não tratados. Depois de dezesseis dias, o quadro era de 99,3 e 90,9.
Dr. John Zimmerman da Universidade de Colorado usando um SQUID (Dispositivo Supercondutor de Interferência Quântica) descobriu que campos magnéticos são criados ao redor das mãos de aplicadores de Reiki. As freqüências dos campos magnéticos que cercam as mãos dos reikianos eram de ondas do tipo alfa e gama semelhante para as observadas no cérebro de meditadores.
Dr. Barnard Grad de Universidade de McGill em Montreal, usa sementes de cevada para testar o efeito de energias curativas psíquicas em plantas. As sementes foram plantadas e regadas com uma solução salina que retarda o crescimento. Uma parte das sementes, lacradas em um recipiente foi regada com a solução energizada por um reikiano durante quinze minutos e outra não foi. A pessoa que molhava as plantas não sabia qual grupo estava sendo aguado com a solução energizada e qual não estava. As plantas regadas com a solução salina cresceram mais rapidamente e mais saudáveis, com 25% mais peso e um teor de clorofila mais alto.Estas experiências envolvendo plantas, além de confirmar a natureza de não placebo da cura psíquica, confirmam a antiga compreensão metafísica de que energias curativas podem ser armazenadas em água para uso futuro.
Em outra experiência envolvendo a curadora psíquica Olga Worrall, o Dr. Robert Miller usou um transdutor eletromecânico para medir a taxa de crescimento microscópica de grama de centeio. O dispositivo usado tem uma precisão de milésimos de polegada por hora. O Dr. Miller fez a experiência em seu laboratório, fechando em seguida a porta para eliminar qualquer perturbação. Foi pedido a Olga, que se encontrava a mais de 600 milhas, para rezar para a planta da experiência exatamente às 21 horas. Quando o Dr. Miller voltou ao laboratório no dia seguinte, o equipamento de teste tinha registrado crescimento contínuo normal de 6,25 milésimos de polegada por hora até às 21 horas. Naquele momento, o registro começou a divergir para cima e tinha subido a 52,5 milésimos de polegada por hora que correspondia a um aumento de 840 por cento! Esta taxa de crescimento permaneceu até de manhã quando diminuiu, mas nunca para seu nível original.
O grupo de Spindrift fez extensas pesquisas envolvendo oração e plantas. Os resultados indicaram que as plantas para as quais as rezas foram dirigidas crescem mais rapidamente e são mais saudáveis em comparação com as que não receberam a reza, embora as condições sejam iguais para ambos os grupos de plantas.
Mais experiências estão sendo feitas e teorias científicas desenvolvidas para descrever o Reiki como técnica de cura. O desenvolvimento de equipamentos mais sensíveis permitirá a ciência entender, validar, e aceitar a realidade do Reiki. Com isto veremos um uso crescente do Reiki individualmente, na família, em hospitais e consultórios. Um conhecimento mais profundo da natureza da saúde e a unidade de toda a vida, redescobrirá a velha sabedoria que diminuirá o sofrimento, tornando a vida na terra mais agradável e promovendo a cura do planeta.




SESSÃO DE REIKI




Numa sessão de Reiki, o terapeuta não é mais que um canal que transmite a energia do Universo.

As sensações numa sessão de Reiki diferem de pessoa para pessoa. E cada pessoa pode sentir diferentes sensações cada vez que recebe Reiki, tornando cada sessão numa experiência única.

Para receber Reiki, basta tirar os sapatos e deitares-te confortavelmente.

A sessão de Reiki dura em média de 45 min. a 1 hora.

No inicio, três ou quarto sessões até o mínimo de dez, são recomendados para remover entraves e bloqueios no seu sistema energético e depois de uma semana em uma semana ou duas em duas semanas ate a resolução total.
Você no inicio irá verificar alguns melhoramentos depois da primeira sessão.
Melhoras significativas são reais após a quinta ou sexta sessão. 
Uma única sessão já atua de maneira a harmonizar a pessoa, porém quando mais crônico a questão da pessoa, maior número de seções serão necessárias. Normalmente são indicadas 4 sessões para um tratamento básico, para se fazer uma harmonização e equilíbrio mais profundo e duradouro, entretanto em vários casos, uma única seção já oferece excelente resultado. 
Entretanto, cada pessoa é singular, sendo assim o tempo do tratamento pode ser 1 sessão, ou várias, de acordo com o interesse e necessidade da pessoa.



Cada pessoa é única e para sua harmonização dependem vários fatores, não sendo possível precisar com exatidão o número de sessões que sanará aquele mal, assim o número de atendimentos será programado segundo o interesse e necessidade da pessoa sendo combinados após a primeira seção, pois o Reiki atua na origem e causa das doenças.
 

Mas nada impede que a pessoa possa fazer sessões esporádicas, o que só fará bem a ela, tanto para tratar de algo que a incomode em qualquer nível, quando como preventivo.
Importante entender que a energia do Reiki não força a cura, mas sim, possibilita o restabelecimento interno nos seus mais diversos níveis, ajudando o organismo a voltar ao estado de harmonia e em sua energia vital, resignificando traumas emocionais, ajudando a pessoa a aprendendo a lidar, ultrapassar e a vencer obstáculos internos, retirando toxinas a nível físico e energético que se concentram pelo indivíduo. 
O Reiki vê a doença de um outro ponto de vista, não como sintoma com causa única, mas como parte integrande de um todo, em sua manifestação, pois é o ser humano que adoece e cada uma das manifestações dela, estão relacionadas com este todo. O tratamento é feito através dos níveis sutis do indivíduo e de sua energia vital que flui através dos meridianos e chackras o que repercute nos níveis mental, emocional e físico. O Reiki assim, proporciona uma cura plena através do trabalho nas causas primeiras, no nível energético, mental e emocional e no físico trabalhando desarmonias geradas ai que repercutem em todo o ser, tendo um único requisito: A vontade da pessoa em querer o Reiki, em querer melhorar. 

Através do Reiki, irá se tratar as origens das doenças, seja no nível físico, emocional, mental e espiritual, sendo usado durante as seções, diversas técnicas para atuar em todos estes níveis.



Há inúmeros experiências e relatos feitos do sucesso em inúmeros tipos de problemas sejam físicos, quanto emocionais. Claro que é de grande importância que a pessoa queira participar do processo de cura interior, já que o Reiki abre a oportunidade para tal. Entretanto, fé no sistema não é necessário!

O Reiki além de trabalhar o equilíbrio e a saúde da pessoa como um todo, vem também possibilitar o desenvolvimento interior e o auto-conhecimento, permitindo o pessoa aprender a responsabilizar-se por si mesma na tomada de suas decisões, compreendendo e superando conflitos e assim obtendo uma vida mais feliz e saudável.
Durante a aplicação do Reiki, o terapeuta irá servir como canal para a energia Reiki, o "Chi celeste", a fim e desobstruir e harmonizar os chakras, corpos sutís e a energia vital, o "chi" que flui pelos meridianos proporcionando a purificação e a harmonização destes. 

A pessoa poderá ter muitas sensações, como sono, profundo, relaxamento, tranquilidade, leveza, calor em partes do corpo, visões, relembrar fatos e sentimentos de sua vida, poderá dormir profundamente, ou mesmo apenas sentir-se em paz e profundo descanso, relaxamento e serenidade. 
Em casos raros acontece alguma dor, esta proveniente quando uma obstrução intensa é retirada já muito próxima do nível físico. 

Vários são os problemas que o reiki pode ajudar: dores, estresse, ansiedade, depressão, fobias, gastrites, inflamações, e inúmeros outros problemas.
O que acontece depois de uma sessão de Reiki ?

Cada pessoa é única e assim sendo, reage de uma maneira diferente, mas não importa se a pessoa sentiu algo ou não a atuação da energia durante a sessão ou se nada acontece, pois não é necessário a fé da pessoa, nem a percepção da pessoa da energia, mas apenas que ela queira.

Após a sessão, a pessoa pode ainda ter várias sensações durante bom tempo, como tranquilidade, serenidade, alguma leve tontura e o corpo muito leve, emoções, pensamentos que surgem na consciência que a pessoa não estava pensando no assunto. Após uma sessão a pessoa continuará o processo de harmonização nos diversos níveis e para a intenção pela qual foi feita a sessão, além da pessoa poder passar por resignificações psicológicas nos dias seguintes (que é aliás, é o esperado).

Imagine alguém que joga uma pedra em uma lago. As ondas formadas pela pedra sobre a água, é como o impacto do Reiki, que vai atuando até enfraquecer caso não seja feita outra sessão. Mas o que foi tocado, não regride.

Experimente você também esta maravilhosa terapia natural que tanto previne, quanto mantêm uma melhor saúde física, mental, emocional ajudando a se auto-conhecer e se equilibrar por inteiro de uma forma holística. 

Obs: O Reiki não visa substituir tratamentos médicos, nem intervir de modo algum em tratamentos médicos e terapêuticos, assim como em suas prescrições, mas é uma terapia complementar. O Terapeuta Reiki não faz anamnese, não receita remédios de nenhuma espécie, não faz diagnósticos de natureza médica, nem receita tratamentos além dos quais trabalha, nem mesmo faz prognósticos, muito menos interferindo de maneira alguma no tratamento que a pessoa já faça com seu médico.
Recomendamos sempre visitas ao seu médico sempre que necessário e a seguir seu tratamento conforme indicado.O Reiki visa dar mais liberdade a pessoa em busca de sua melhora de forma cura holística.


Um método muito importante do Reiki, é o tratamento da pessoa a distância, não importa em que local no mundo ela esteja. 

Basta marca a hora e estar aberto para receber o tratamento. O Tratamento a distância pode ser utilizado para os mesmo fins, sendo seções em um tempo determinado para trabalhar problemas físicos, emocionais e existenciais.
O Reiki não é um milagre e não pode prometer curas impossíveis, mas tudo acontece dentro da vontade cósmica, no que for melhor para a pessoa, e claro, através da vontade da pessoa em melhorar.

O Reiki é uma terapia não agressiva que visa o equilíbrio e harmonia de todo o ser. Ele cura na origem e causa a doença, não apenas estinguindo os sintomas. 

Experimente esta grande dádiva e sinta a diferença em sua qualidade de vida! O Reiki entende que as doenças são desequilíbrio derivados da desarmionia da energia vital da pessoa, por diversos meios: "maus pensamentos", traumas, emoções e sentimentos conflituosos, comportamentos negativos. O corpo sempre avisa que há um desequilíbrio, primeiro a nível mental, até chegar no físico.

Fontes:




SAIBA MAIS SOBRE O REIKI




Porque Reiki se chama Reiki ?
A palavra japonesa REIKI, significa a união da energia não-manifestada com a energia manifestada ou energia da matéria física. “O que está em cima é como o que está embaixo”; vamos ver isso diversas vezes. Desta forma, REI é a energia cósmica ou divina, que fica além (acima) das camadas mais densas da Terra e KI corresponde á energia manifestada na matéria densa e, por consequência, no homem. Se quem tivesse decodificado o REIKI fosse outra pessoa, de outra nacionalidade, certamente teria dado um nome diferente, mas com o mesmo significado ou significado semelhante. Todavia REIKI é por si só um mantra. Por ser muito antigo, seu nome deve até mesmo ser anterior ao decodificador. A simples pronúncia entoada em forma de invocação (como nos mantras em geral) faz com que a energia se manifeste. Para explorar mais este entendimento, pense que REIKI é a Sabedoria sutil que está em todas as coisas, animadas ou inanimadas. Em nível do humano, REI atua como energia harmonizadora, nutridora, curativa, orientadora e elucidativa, conforme a necessidade da situação e em todos os tempos, independente de se conhecer o REIKI ou não. É a energia que reina no universo e atua sobre todas as coisas. KI, por sua vez, é a energia física que anima todas as coisas vivas e está fluindo em todos os seres vivos, incluindo minerais, vegetais, animais e seres humanos. Ao se pronunciar a palavra em suas devidas entonacões, as energias pertencentes a REIKI vibram e ressonam, atuando canalizadamente.



O que acontece para que essas duas energias (REI e KI) se encontrem?
A bem da verdade, não é preciso fazer nada. Naturalmente as duas energias coabitam e nos são acessíveis, só que não temos a consciência disso. Em muitas ocasiões, essas duas energias se encontram e operam em unicidade, conjuntamente. Esses eventos se dão constantemente nas igrejas, nos lugares de meditação, nos lugares de cura espiritual, nos centros de cura prânica (prana é o nome hindu dado à energia). Até aqui, nada a ver com o REIKI exclusivamente. O que é de propriedade da iniciação é o mecanismo que faz com que nós canalizemos a energia REI através de nossa energia pessoal KI, numa condição inconsciente e real, capaz de operar pelo simples ato de postura de mãos. Ao penetrar em nosso campo energético pessoal, REI funde-se a energia KI e passa a emanar REIKI. REIKI, portanto, é energia trina, que contém em si mesma a energia bipolarizada KI e a energia una REI.
Qual o sinal de ligação KI e de ligação REI?
Se você vive nos cinco princípios REIKI, estará sempre ligado na PAZ, no EQUILIBRIO, na HONESTIDADE, na GRATIDÃO e no AMOR. Sinal de que está ligado na energia REI. Você será um CONSTRUTOR.
Se você vive no mundo da energia KI, viverá na RAIVA, na ANSIEDADE, nos JOGOS DO PODER, na INGRATIDÃO, na ARROGÂNCIA. Sinal de que você estará ligado na energia KI. Você, antes ou depois, será um destrutor de si mesmo e, em conseqüência, dos outros.
Como é o entrelaçamento da energia REI com a energia KI no processo de harmonização e cura?
Na terra, a energia biomagnética REI está entrelaçada com a energia eletromagnética KI.
Por causa desse entrelaçamento, um ser humano, apoiado na energia REI de seu cérebro, pode chegar a “ver” o passado, o presente e o futuro registrados no arquivo akáshico.
Pode também, usando a energia KI de suas mãos como um instrumento, puxador do arquivo akáshico as vivências autodestrutivas de uma pessoa e reverte-las, tanto no nível psíquico, quanto no nível físico, através do REIKI. A isto, no sistema REIKI, chamamos processo de HARMONIZAÇÃO e de CURA.
Quem inventou esse negócio de REIKI?
A existência do REIKI antecede o nascimento de Jesus. Há indícios de que já era utilizado na Lemúria, região terrena que abrigou a civilização humana antes mesmo de Atlântida. A Lemúria, que depois ficou conhecida como correspondente ao atual Golfo Pérsico, é análoga ao Paraíso Divino Bíblico, na época de Adão e Eva. O homem desta época era íntegro, andrógino e comungava com Deus a própria existência. Depois, conheceu a “árvore do Bem e do Mal”, comeu do seu fruto e perdeu a androginia e a unicidade. Desde então, o homem tenta recuperar aquela unicidade e para isso cria seus métodos religiosos. Com a queda da Lemúria uma queda tão violenta e devastadora que até hoje a região sofre com isso, numa espécie de karma – para quem acredita na lei do retorno – Tendo seus povos constantemente em estado de guerra religiosa, a essência e a sabedoria do REIKI se dispersaram. Depois, foi reencontrada e perdida novamente várias vezes, tendo inclusive passado pela era de Buda (Buda também foi um Reikiano), e a era de Jesus (Jesus também foi Reikiano). Alguns monges tinham conhecimento do REIKI, assim como outros mestres templários, mas em determinado momento pareceu perdido, até que Mikao Usui conseguiu resgatar alguns pergaminhos que continham os símbolos e segredos do REIKI, trazendo a técnica de volta à tona e divulgando-a mais amplamente.
Fonte: José Evandro Moreira Lima – Saiba Mais Sobre o Reiki – Perguntas e Respostas


TERAPIA REIKI PRECISA USAR ORAÇÕES?



Falando em orações, no REIKI não há, pois está terapia não é religião, mas quem acredita em algo superior ou até mesmo segue alguma religião, nada impede de usar orações, neste caso vai da crença de cada um.
Como existem muitas religiões temos que cuidar para não usarmos orações com pessoas que não acreditam em Deus ou não tem outras crenças, neste caso o REIKI não sendo religião não é necessário usar orações para a energia fluir e ter as devidas ações no organismo.

Existem sites sobre o REIKI que até citam orações reikianas, mas na verdade REIKI não tem oração, o que uma pessoa que é cristã pode fazer é agregar ao REIKI se quiser usando orações como Pai Nosso, salmos,  além de outras orações que se têm fé, mas não é bom ficar misturando religião com a terapia, pois não é o foco do REIKI, segue sites que possuem lindas orações cristãs para quem acredita em algo superior a nós, mas respeite aqueles que não acreditam, por isso não use em suas práticas de REIKI: http://www.reikimikaousui.com.br ; http://serenity.blogs.sapo.pt/

Posso afirmar que o REIKI por si só ele é:









BAMBU O SÍMBOLO DO REIKI




O BAMBU O bambu foi no Japão um dos elementos principais da pintura da época Sung (8ª dinastia). Ali, a pintura do bambu tornou-se não apenas uma arte, mas um exercício espiritual. Junto com o pinheiro e a ameixeira, o bambu serve para afugentar as más influências, como também é considerada uma planta de bom augúrio. As artes marciais japonesas e chinesas o usam como arma, acima de tudo para fortalecimento do espírito, traçando paralelos entre suas características principais como resistência e flexibilidade, afinal ele se verga ao vento, mas não se parte ou é arrastado por ele. Sua retidão inigualável, sua resistência e inteireza, assim como seu elan disposto em direção ao céu e o espaço vazio entre seus nós, que para os budistas simboliza a vacuidade do coração, fazem do bambu o símbolo perfeito do Reiki.

A HISTÓRIA DO BAMBU
Por Luciano Gomes Marinelli (baseado na lenda chinesa do bambuzal)

O senhor das terras do leste foi ter uma conversa com o bambu.
Lá chegando, viu que ele era enorme, verde, forte e absoluto.
Ajoelhou - se perante o bambu mais forte, grosso e viçoso e disse em tom firme:
- Bambu, és meu amigo, meu irmão e meu aliado ?
- Sim, mestre !
- Bambu, eu preciso cortar a tua carne !
- Sim mestre, corte - me as folhas !
- Bambu, eu preciso cortar sua cabeça e pernas pois preciso de teu corpo !
- Se assim desejas, pode podar - me e arrancar - me do solo, meu senhor !
- Preciso agora dividi-lo ao meio e retirar os teus ossos !
- Pois bem, meu senhor, corte - me ao meio e retire de mim os elos e me deixe por inteiro, oco.
- Bambu, tu és forte e corajoso ? Tu és humilde ?
- Sim, mestre; e como sou ! Floresço, cresço
 rápido, faço com que o vento sussurre por entre minhas flores, sirvo de morada para alguns animais, e sinto que devo servir a vós!
- Pois bem, bambu. Quero a maior parte de
 você agora.
- Quero o seu coração!
- Mestre, já cortou a minha carne, separou meus membros, partiu - me e drenou minhas forças. Agora estou morto e vossa senhoria quer meu coração? Se é de sua vontade, que assim seja feito.
O mestre então, disse:
- Vou levar - te daqui, separar - te em pequenas partes e estendê-lo pelo vale. Você nunca mais verá teus amigos e ficará só, sujeito ao sol, a chuva e a ação do tempo.
O bambu emudeceu e a vontade do mestre foi cumprida.
O mestre uniu as partes do bambu, fazendo uma grande calha que levaria a água do rio até a parte que sempre era assolada pela seca.
Concluída a sua
 engenharia, meses depois o solo floria com variadas espécies de hortaliças, flores e frutos. O vale seco e triste, agora era lindo e cheio de vida.
O mestre, feliz, ajoelha - se então a calha feita com o bambu e diz:
- Meu amigo, entendeu agora porque eu precisava mais que tudo de seu coração?
O bambu que permaneceu calado durante os meses, agora cheio de felicidade, vendo que ali estava o seu coração junto com o de seu mestre, soube que sem ele nada daquilo possível.
Com o seu coração fez brotar vida e vida em abundância...


Fonte: Núcleo de Meditação e Estudos do Portal Arco Íris
Apostila de Reiki nível I