Starry Sun Reiki Luz Para Todos!: Janeiro 2014

Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

CADA VEZ MAIS SINTO QUE O REIKI FAZ PARTE DE MIM.



Partilhamos hoje o testemunho de Cátia Duque, que assume ter sido desafiada pelo Reiki durante muito tempo antes de, finalmente, despertar para esta terapia e filosofia de vida. Hoje, Cátia Duque é coordenadora do Núcleo de Santa Maria da Feira da Associação Portuguesa de Reiki e contribui para levar esta poderosa ferramenta a cada vez mais pessoas.

O Reiki surgiu na minha vida para me ensinar e desafiar a percorrer um novo caminho.
Durante cerca de dois anos (de 2007 a 2009), recebi muitos sinais para experimentar a terapia, através de convites ou publicidade sobre Reiki. Mas, durante esse tempo, o Reiki nunca me chamou à atenção. Era uma fase em que terminava os meus estudos universitários e me concentrava na minha profissão, a Psicologia, e noutros interesses.
Por isso, é verdade, sempre que Reiki surgia, ignorava-o, não lhe dei a atenção devida. Mas olhando para trás, percebo o quanto o Universo foi persistente, o quão importante é para mim que tivesse tido esta experiência.
A certa altura, tive mudanças pessoais e familiares profundas, houve uma fase de transformação interior muito grande e isso ajudou-me a estar mais recetiva a esta terapia. Surgiu um convite de uma amiga, terapeuta de Reiki, para ir experimentar. Inicialmente, fui com ceticismo e ao mesmo tempo curiosidade, só observava como as terapeutas se preparavam e me explicavam o que se iria passar.
Estava de olhos abertos a analisar tudo (acho graça lembrar-me disto, porque não tinha medo, simplesmente queria perceber como “aquilo” iria funcionar). A minha amiga aconselhou-me a fechar os olhos e relaxar, simplesmente descontrair e desfrutar, e assim fiz.
Costumo dizer sempre isto: deitei-me uma pessoa, levantei-me outra. Mas nunca expliquei a fundo o porquê. A verdade é que foi um despertar. A que se deitou era a que tinha os olhos fechados e a que se levantou finalmente estava desperta. E todos os dias sou grata por esse despertar!
As sensações em si foram muito boas e intensas. A experiência foi tão transformadora que no final, quando me sentei na marquesa, disse à minha amiga: quero aprender reiki!
A partir daí, abracei esta filosofia e terapia e nunca mais a larguei. Reconheci que, há muito tempo, o Reiki queria fazer parte da minha vida, mas não sabia reconhecer ainda os sinais. Esta experiência preciosa e profunda não tem fim, porque o crescimento interior é contínuo. O trabalho interno continua, sempre. Mas agora já reconheço os sinais, as etapas, os desafios e as metas.
Com este despertar, tanto se revelou na minha vida e cada vez mais sinto que o Reiki faz parte de mim.
De tal forma, que decidi deixar fluir e passei a ensinar Reiki a outros, e criar o Núcleo de Santa Maria da Feira, com o grande apoio da Associação Portuguesa de Reiki, e aceitar e deixar que o Universo me traga tudo aquilo que preciso para concretizar este crescimento. O Núcleo cresceu e ganhou uma família imensa, cheia de luz e amor, e sou imensamente grata por isso.
Recomendo a todos, não tenham receio da vossa essência, do vosso interior. Despertem para a vossa existência e apreciem cada momento. Cresçam sem medo e sem esquecer a humildade no vosso coração.
Todos podem aprender e viver o Reiki, sem condicionalismos, fundamentalismos ou tabus. O Reiki é livre, deixemo-lo naturalmente respirar dentro de nós.

Cátia Duque
http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/22/cada-vez-mais-sinto-que-o-reiki-faz-parte-de-mim/

O REIKI ABRIU UM NOVO CAMINHO ILUMINADO NA MINHA VIDA.


Mais um testemunho sobre o poder transformador e curativo do Reiki. Este relato foi-nos enviado por Guilherme Trolly, que nos conta como a terapia complementar Reiki ajudou a sua mãe que sofre de Transtorno Bipolar de Humor. Só por hoje, somos gratos! _/|\_
Bom dia, me chamo Guilherme Trolly, tenho 21 anos, e vou contar um pouco da minha experiência com o Reiki:
O Reiki surgiu na na minha vida num momento de dor, em julho de 2012. Minha mãe tem Transtorno Bipolar de Humor, e estava numa crise há quase um ano, já havíamos levado em vários psicólogos, psiquiatras e nada, então uma conhecida minha me falou que seria bom levar num terapeuta Reikiano, e foi quando comecei a pesquisar sobre. No momento não tinha condições de pagar um tratamento, e próximo de mim havia só com preços absurdos, então resolvi procurar um curso. Eu aprendendo poderia sempre ajudá-la, e deu na mesma: preços altos. Desanimado, mas bem curioso sobre a terapia e preocupado com minha mãe, lia muito sobre o assunto, mas desisti de procurar tratamento até que um dia encontrei na internet um Mestre Reikiano que me perguntou se gostaria de aprender Reiki (Nada é por acaso) então fui aprendendo, fui iniciado e comecei a tratar da minha mãe. Meses após o tratamento ela já estava tendo grandes avanços, e até que em 3 meses ela já estava livre da crise.
O Reiki mudou tudo em minha vida, depois dessa grande experiência e dessa prova do que essa grande terapia é capaz, eu não quis mais sair desse caminho. Decidi que a minha missão aqui na Terra seria ajudar as pessoas com minhas mãos, comecei a procurar cursos de Terapias Naturalistas, sempre lendo apostilas na internet, para aumentar meu conhecimento. O Reiki abriu um novo caminho iluminado na minha vida, o qual eu não penso em mudar de forma alguma.
Hoje em dia sou Mestre Reiki e faço trabalhos voluntários com o Reiki, já que não tenho tempo para trabalhar como terapeuta, pois ajudo meu pai em sua loja. Faço curso de Terapias Naturalistas, tais como: Fitoterapia, Florais, Cromoterapia, Aromaterapia, entre outras…
Sempre indico o Reiki a qualquer pessoa que esteja desorientada, pois como o Reiki iluminou o meu caminho, ele pode iluminar o caminho de qualquer pessoa.
Aprendam o Reiki, pratiquem o Reiki, sintam o Reiki. Ele é a Luz pra vida de qualquer um!
Paz e Luz _/\_

http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/24/o-reiki-abriu-um-novo-caminho-iluminado-na-minha-vida/

REIKI PARA GRÁVIDAS - A PERSPECTIVA DE WILLIAM RAND



Neste artigo, William Rand fala sobre um dos mitos associados à prática de Reiki e garante que esta terapia complementar é adequada durante a gravidez. Ma sua perspetiva, “o Reiki resulta em todas as fases da gravidez, incluindo a concepção e nascimento da criança”, fornecendo suporte emocional e físico à mãe e ao bebé.
“Costumo receber perguntas sobre Reiki e gravidez e uma das principais questões é se ele é seguro para o tratamento de uma mulher grávida.
Existem muitos mitos e equívocos sobre Reiki e a idéia de que o Reiki não deve ser administrado a mulheres grávidas é um deles. Então, a resposta é sim , o Reiki é seguro para mulheres grávidas! Na verdade, o Reiki resulta em todas as fases da gravidez, incluindo a concepção e nascimento da criança. Reiki fornece suporte emocional, bem como físico e trabalha não só para a mãe , mas também sobre a criança.
Lembre-se, o Reiki não pode causar danos e sempre trabalha para reduzir o stress e melhorar a saúde , independentemente da condição. No entanto, é importante certificar-se que a própria energia pessoal não deve envolver-se com o tratamento. Para garantir isso, coloque a intenção antes de dar um tratamento pedindo que o seu ego e energia pessoal estejam de lado e que apenas a pura energia Reiki irá fluir através de você. Também peço em nome da mãe e da criança que vai ser alimentada e profundamente cuidada com Reiki. Isto irá ajudar o trabalho de tratamento de uma forma mais eficaz.
Tratamentos antes da concepção podem concentrar-se na criação de uma relação equilibrada, amorosa e harmoniosa entre os pais e para o futuro filho que provavelmente estará presente em espírito. Além de dar um tratamento geral, também se deve tratar o coração, plexo solar e quadris. Nesta fase, trate o marido também, se possível, pois é importante que o amor, carinho e sentimentos emocionais saudáveis ​​sejam reforçados entre os pais.
Se os pais estão dispostos, seria muito útil se aprendessem Reiki, para que se possam tratar a si mesmos e uns aos outros também. Da mesma forma que os tratamentos de Reiki são seguros para a mulher grávida , assim é o treino e sintonia. Antes da sintonia, simplesmente faça um pedido reconhecendo o fato de que a aluna está grávida e que o bebé está presente. Se os pais têm Reiki, sugira que eles deem Reiki uns aos outros a cada dia!
Durante a gravidez , além de um tratamento geral, tratar as mães nas costas, concentrando-se nas áreas de maior stress e também tratar a área do estômago que irá tratar o bebé.
Durante o nascimento da criança, tratar o estômago e parte inferior das costas, ou simplesmente dar Reiki para os ombros da mãe ou onde quer que seja guiado.”
William Rand – www.reiki.org
http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/24/reiki-para-gravidas-perspetiva-de-william-rand/

REPORTAGEM SOBRE REIKI EM PORTUGAL




O jornal “Correio da Feira” publicou, na sua edição de 6 de janeiro, uma reportagem sobre o Núcleo de Santa Maria da Feira da Associação Portuguesa de Reiki, coordenado por Cátia Duque. Partilhamos aqui o artigo, que vem reforçar o interesse que cada vez mais se observa em relação à terapia complementar e filosofia de vida Reiki. Só por hoje, somos gratos! http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/15/reportagem-sobre-o-nucleo-de-santa-maria-da-feira-publicada-em-jornal-local/





TRATAR DOENÇAS INFANTIS COM REIKI


As chamadas doenças infantis são quase inevitáveis, trazendo consigo os habituais sintomas normalmente associados, como a febre, por exemplo. O Reiki é uma excelente ajuda não só para tratar esses sintomas como para ajudar o organismo a reagir rapidamente e a encurtar o tempo de permanência da criança em casa. Há pouco tempo recorri ao Reiki para tratar uma criança de 5 anos que ficou com escarlatina. A recuperação foi muito rápida, a febre desapareceu nas horas seguintes a iniciar o tratamento e a sua boa disposição voltou a estar presente. Por reconhecer as vantagens de recorrer ao Reiki para tratar estas doenças que a maior parte dos pais conhece bem. http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/15/como-tratar-doencas-infantis-com-reiki/


domingo, 12 de janeiro de 2014

O REIKI TROUXE MUITA PAZ DE ESPÍRITO E MUITAS DÁDIVAS



Ana Margarida Ramalho é voluntária no Núcleo de Santa Maria da Feira da Associação Portuguesa de Reiki. Neste testemunho, conta-nos como o Reiki a encontrou “por acaso” na vida e hoje não só está envolvida em projetos de Reiki escolar como tem ainda uma rubrica semanal sobre Reiki na rádio local.  Assume o quanto esta terapia a pacificou e diz-se “muito feliz”.
O Reiki surge na minha vida em 2003, “por acaso”. De início não lhe dei grande importância e confesso que durante algum tempo até chegou a ficar um pouco esquecido. Em 2005, bate-me de novo à porta e decido fazer o 2.º nível, apenas com a intenção de o utilizar em benefício próprio e, quando muito, a familiares.
A vida é surpreendente! De mansinho, quase sem que eu desse por isso, o Reiki foi entrando. O meu primeiro confronto foi através de uma proposta lançada por alunas, que me pedem que disponha de uma manhã para fazer sessões de Reiki na escola (não era a escola onde eu dava aulas). Acabei por aceitar e estive duas manhãs em sessões de Reiki.
Mais tarde surge em mim a vontade de fazer voluntariado e interrogo-me sobre em que área poderia ser útil e vem-me à ideia o Reiki. Pesquiso na internet e descubro a Associação Portuguesa de Reiki e mais concretamente o Núcleo de Santa Maria da Feira. Telefono, marco encontro e exponho à Dr.ª Cátia Duque, coordenadora do Núcleo, a ideia de fazer voluntariado na escola. Como dizem que não há coincidências, acabo por ir de encontro a uma vontade da própria coordenadora. Fizemos uma palestra na escola, estabelecemos protocolo com a Associação e durante todo o ano de 2012/2013 fiz sessões de Reiki aos alunos que eram indicados pelos diretores de turma. Esta situação inverte-se e são outros alunos que vêm pedir sessões de Reiki, devido às opiniões que ouvem dos colegas que entretanto tinham acabado as sessões. O feedback não podia ter sido melhor!
No final de 2012 acabei por fazer o 3.º nível de Reiki no Núcleo de Santa Maria da Feira e já este ano o 1.º nível de Karuna Ki.
Este ano, e apesar de me ter reformado, continuo com o projeto, que está inserido também no PES ( Projeto de Educação para a Saúde) e a convite de outro agrupamento de escolas da área, também ali passei a fazer sessões de Reiki aos alunos.
Como já referi, a vida é surpreendente e mais uma vez me brinda, agora com uma pequena rubrica sobre Reiki que passei a fazer semanalmente na rádio local.
O Reiki trouxe-me muita paz de espírito e muitas dádivas, que é o que recebo dos alunos em especial!
Posso dizer que respiro Reiki de manhã à noite e, apesar de algumas contrariedades da vida, Sou Muito Feliz!
Agradeço constantemente por um dia o Reiki ter batido à minha porta e eu “estar em casa”!
Aprendi:
Nunca digas nunca
Acreditar
Fluir com a corrente
AMAR!

Ana Margarida Ramalho

SINCERIDADE E REVERÊNCIA NO CAMINHO DO REIKI



Sinceridade e reverência são dois pilares muito importantes em qualquer caminho que queiramos percorrer. Se somos praticantes de Reiki temos que reconhecer, com sinceridade, honestidade, a importância que damos à prática. Será que Reiki é apenas mais uma coisa? Um passatempo, um momento ocasional? Reconhecemos a importância dos cinco princípios na mudança da consciência e a importância do autotratamento para o nosso próprio equilíbrio? Seremos capazes de dar e cuidar de qualquer um incondicionalmente?
Todos sabemos que o Reiki não é religião, não está ligado a uma religião, pode ser praticado por todos independentemente de crenças. Mas, Reiki necessita de reverência – respeito. Ao prestarmos atenção à palavra reverência pode surgir-nos de imediato outro termo – adoração. Nada tem a ver com isso, no que toca ao Reiki. A reverência é sim o respeito profundo. Pensa como é incrível o podermos veicular a energia universal. Uma energia que traz equilíbrio, que é passiva, que preenche o outro e ainda nos preenche a nós. É digno de profundo respeito, é como trazer vida ao próximo e a nós mesmos, incondicionalmente.
O grande mestre Yin Kuang falava destes dois pilares em relação ao caminho budista mas, que tendo uma atenção sábia, podemos em muito compreender que os mesmos conceitos se podem aplicar ao Reiki:
“Existem muitas formas de nos lançarmos no caminho budista, não apenas uma. A que escolhemos depende dos nossos interesses e inclinações. Contudo, dois elementos devem sempre estar presentes, qualquer que seja a forma escolhida – sinceridade e reverência. Isto jamais mudará; será assim até ao fim dos tempos. Quem quiser avançar no caminho da iluminação, tem de compreender este ponto. Caso contrário, será como uma árvore sem raízes ou um pássaro sem asas. Se for assim, como pode esperar crescer ou voar?” ~ Mestre Yin Kuang
Se vais entrar, ou se estás já no caminho do Reiki, segue-o com sinceridade e reverência. Percebe as tuas inclinações e motivações, compreende que nada se faz num único dia. Reiki é a arte secreta de convidar a felicidade e, com estes dois pilares, temos um enorme alívio de fardos, um coração leve e uma vontade persistente. Continua feliz neste caminho, ele leva-te à felicidade.
Eu agradeço ao Mestre Usui, a minha mestre  (grifo meu) e ao Reiki por todos os ensinamentos – sem dúvida que fazem um vida mais saudável e feliz.

CHORAR APÓS UM TRATAMENTO DE REIKI


Chorar lava-nos a alma e traz-nos conforto, alívio. Chorar após um tratamento de Reiki não é algo de mau ou um indicador que a terapia tenha corrido mal, antes pelo contrário – em relação àquele paciente, correu muito bem, houve uma libertação emocional.
Ao chorar, estamos a ir ao mais profundo de nós. Permitimo-nos tocar, indo ao encontro da dor, trazendo-a ao limiar do visível e da consciência. Devemos quebrar com as crenças que nos ensinaram – “chorar não é para homens, um adulto não chora, não se chora em público”, entre outras. Chorar é bom, é libertador e construtivo.
Chorar após um tratamento de Reiki
“Por cada mudança positiva que faças na tua vida, algo também muda para melhor – isso cria uma reacção em cadeia” ~ Leon Brown
Reiki traz-nos equilíbrio a todos os níveis – físico, mental, emocional e espiritual. Em cada uma destas camadas, a energia encontra a forma de trazer harmonia à pessoa. Se durante ou após o tratamento o paciente chorar isso é sinal que está em contacto com a sua dor, a traz ao de cima e se torna disponível a resolver e libertar. Chorar após um tratamento de Reiki permite construir um processo terapêutico mais eficaz, indo ao encontro daquilo que é realmente necessário para a pessoa.
Quando o terapeuta tem vontade de chorar ou mesmo chora
Durante o tratamento pode também dar vontade ao terapeuta de chorar. Esta vontade pode mesmo converter-se em choro. Isto pode acontecer por troca energética – o terapeuta sentiu a energia da pessoa, esta comunicou-lhe o que precisava e isso era chorar. Pode também acontecer, a própria energia estar a ajudar o terapeuta a libertar-se de alguma situação sua. Após a sessão, deve ser feita uma reflexão sobre a situação e um autotratamento para que se possa compreender o que era energia da outra pessoa e o que é a energia do terapeuta.
Alguns benefícios de chorar
  • Acalma a respiração e traz serenidade
  • Liberta as emoções
  • Lubrifica os olhos
  • Ajuda a desenvolver empatia e sinceridade
  • Liberta pesos do passado
O que fazer com o paciente
Este é um momento muito sensível para a pessoa e nem todos sabem lidar bem com a sua atitude de chorar. Por isso, o terapeuta deve respeitar da melhor forma possível o espaço e o tempo da pessoa. Por vezes é necessário um abraço, outras vezes um sorriso. Algo de muito importante é que a pessoa deve sair melhor do que entrou, por isso, não se deve ir procurar e exacerbar o momento de tristeza, antes pelo contrário – Reiki é a arte secreta de convidar a felicidade. Reiki ajudou a libertar, isso é motivo de alegria. A pessoa encontrou-se, abraçou a sua dor e ao conhecê-la, teve oportunidade de se libertar. Começa agora o momento de cura, o momento de alegria.

Acompanhada pelo terapeuta de Reiki, a pessoa pode caminhar por um trilho mais ligeiro, sem o peso da sua dor. Chorar faz bem, é libertador.

http://www.associacaoportuguesadereiki.com/reiki/reiki-em-portugal/2014/01/06/chorar-apos-um-tratamento-de-reiki/

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

ANO NOVO COM REIKI



Vamos preparar-nos para este Novo Ano. Vamos investir em nós, despertar para uma nova consciência, que tudo começa em cada um de nós. Se não gosto de mim, como quero que os outros gostem? Se não me aceito tal como sou, como quero ser aceite pelos outros? Se não me respeito, como posso ser respeitada pelos outros? Se vivo com raivas, mágoas, ódios e culpas, como posso atrair harmonia, paz e saúde? Se não me perdôo como posso perdoar ao próximo? Se não me amo como posso amar alguém? Pense. Reiki é um método simples mas profundo de cura natural e um excelente caminho para o desenvolvimento pessoal e espiritual. Trata o ser na sua totalidade, equilíbrio emocional, mental, espiritual e físico

Saudações Reikianas! Muita luz e paz!


FELIZ 2014!!!


O ANO SERÁ NOVO ...E SUA VIDA? SERÁ RENOVADA?


Felizmente, a cada novo início de ano também se renovam todas as nossas esperanças. Mas  precisamos, antes de mais nada, fazer uma retrospectiva pessoal para descobrirmos qual foi o nosso envolvimento na história de nossa vida nesse ano que esta terminando.
Sabemos que este ano não foi nada fácil para a grande maioria das pessoas. Sabemos que o mundo inteiro atravessou uma crise que atingiu todas as áreas: desde a financeira e material até a afetiva e emocional. Sabemos que este foi um ano doloroso, cheio de desafios e tristezas.
Porém, por mais difícil que seja admitir, temos de considerar que nada acontece por acaso ou em vão. Ou seja, não sofremos à toa, por nada. Algo de muito importante temos que ter aprendido com toda essa dificuldade, com a lentidão dos acontecimentos.

Realmente é bem mais fácil acreditar que o mundo como um todo é o responsável pelo que aconteceu de ruim em nossas vidinhas individuais, mas isso não é, de forma alguma, verdade...  Somos parte indispensável e importantíssima do todo e absolutamente todos os nossos pensamentos, sentimentos e atitudes influenciaram significativamente para que se impusesse tal ritmo no Universo.

Agora, diante de uma nova possibilidade, preenchidos de uma motivação que se sobrepõe ao cansaço que sentíamos há poucos dias, de nada adiantará começar tudo de novo com toda a garra, se não compreendermos o valor do que se passou.

Faça a sua auto-avaliação, faça a sua reflexão. Pergunte-se, questione-se! Qual foi a sua participação na dor e na dificuldade? De que forma você poderia ter contribuído para amenizar o sofrimento, mas não conseguiu, não percebeu? O que você poderia ter feito para si mesmo ou para os outros, mas não encontrou forças, deixou-se dominar pela raiva, pelo medo, pela necessidade de se defender?!?

Quanto esforço você empregou para evitar a dor ao invés de empregá-lo na tentativa de aprender com ela? Suas respostas não devem, de forma alguma, levar você a uma autopunição ou a um arrependimento vazio. É um processo de compreensão, de validação e aceitação. É um processo de crescimento, evolução, aprendizado.

Portanto, convido você a se reciclar, a não apenas entrar num novo ano, com tantas expectativas e sonhos... a não apenas depositar toda a possibilidade de ser feliz na vida ou nas pessoas. Convido você a compreender que essa possibilidade existe e que só depende de você torná-la real...

Convido você a abrir espaço na sua vida e no seu coração para que possa atrair aquilo que mais deseja: um novo amor, um amor antigo, mais saúde, um novo trabalho, dinheiro, enfim, seja lá qual for o seu maior desejo, abra espaço, porque, enquanto você estiver lotado de pensamentos negativos, de medos, de raiva, de rancor, de mágoas e de preconceitos... enquanto você estiver defendido, não disposto a arriscar, a correr os riscos, a apostar todas as suas fichas... será impossível atrair o que você deseja de bom. É óbvio, é matemático: não dá para entrar algo novo, se todo o seu espaço já está preenchido por velhas quinquilharias.


FELIZ 2014! REPLETO DE REALIZAÇÕES, MUITA SAÚDE, PAZ E AMOR A TODOS!!

A TERAPIA REIKI ABRE OS CAMINHOS....MARQUE UMA SESSÃO E EXPERIMENTE E VEJA A MARAVILHA QUE É RECEBER REIKI!!!

Saudações!!