Starry Sun Reiki Luz Para Todos!: Dezembro 2012

Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

REFLEXÃO PARA 2013




A VISÃO DO FUTURO E A CONDUÇÃO DA VIDA PRESENTE

Dois pedreiros colocavam tijolo sobre tijolo, numa construção. Perguntou-se a um deles, o que ele estava fazendo. - Estou fazendo uma parede, afirmou. O segundo, quando perguntado, respondeu, cheio de orgulho: - Estou construindo uma catedral!
Apesar das tarefas serem iguais, os resultados foram completamente diferentes. Você não acha?
Esta é uma história que costumo contar a respeito da visão do nosso próprio trabalho, da dimensão nosso labor e do que estamos fazendo das nossas vidas, que diferença estamos fazendo para o país ou para o nosso planeta? Estamos trabalhando para nós mesmos ou estamos trabalhando para um país melhor, para um mundo melhor?
Um homem muito sábio seguia pela beira da praia quando divisou a uma certa distância um vulto que lhe pareceu estar dançando. A idéia de alguém dançando na praia lhe pareceu interessante e ele buscou aproximar-se. Verificou tratar-se de um jovem com uma atitude peculiar. O que lhe parecia um bailado era na verdade um conjunto de movimentos que o rapaz fazia para abaixar-se, pegar estrelas-do-mar e atirá-las de volta ao oceano. O sujeito achou a atitude curiosa e inquiriu ao rapaz: - "O que fazes?" - "Jogo estrelas de volta ao mar.." - foi a resposta dele. - "Talvez devesse ter perguntado por quê o fazes..." - continuou o homem com um ar de deboche. - "É que o sol está a pino e a maré está baixando, se não as atirar elas morrerão ressecadas" - retrucou. - "Mas que ingenuidade! Você não vê que há quilômetros e quilômetros de praias e nelas há milhares e milhares de estrelas! Sua atitude não fará diferença." O jovem abaixou-se, pegou uma estrela e cuidadosamente a atirou de volta ao mar, seguindo o seu peculiar procedimento. Em seguida voltou -se para o homem e disse: - "Para essa aí fez diferença..." - O homem ficou muito pensativo sobre o que ocorrera e naquela noite não conseguiu dormir pensando nas palavras do jovem. No dia seguinte levantou-se, vestiu suas roupas, foi até a praia e começou com o jovem a atirar estrelas no oceano.
A história tem uma reflexão importante. O que o jovem tinha de diferente era a sua opção de NÃO ser mero observador do universo, mas AGIR nele, modificá-lo de alguma forma. E concluindo, "... uma visão sem ação é um sonho. Ação sem visão, é passatempo. Mas se aliarmos nossas visões às nossas ações, faremos diferença no Universo."

Fonte livro de José Lacerda de Azevedo.



Saudações Reikianas!  Namastê! Feliz 2013!!!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA DO REIKI


O Mestre e Professor Johnny De’Carly comprova a eficácia do Reiki com o auxílio de 2 aparelhos eletrônicos: o primeiro trata-se de um detector de campos eletromagnético e o segundo, um programa desenvolvido pela NASA com a finalidade de se auferir os níveis de estresse de uma pessoa.
http://www.academiabrasileiradereiki.org/comprovaccedilatildeo-do-reiki-com-johnny-de-carli.html

Assista os 3 vídeos da comprovação:






REIKI É PROVADO CIENTIFICAMENTE




Em matéria assinada por Wyatt Myers e publicada em 27/07/2011 no jornal eletrônico “Aol”, dos EUA (equivalente ao Uol do Brasil), o autor descreve sobre o sucesso da Terapia Reiki no tratamento de dores e ansiedade, inclusive em pessoas com dores provocadas por câncer. O artigo diz que a eficácia de tratamentos com Reiki já foi comprovada por cerca de 60 pesquisas científicas, inclusive comentadas pelo prestigiado Jornal Internacional da Medicina Comportamental (International Journal of Behavioral Medicine). “Durante uma cirurgia de histerectomia (retirada do útero), uma mulher que recebeu Reiki antes e depois dos procedimentos experimentou baixa ansiedade e dores”. A matéria cita outros casos e diz que, embora seja uma “terapia da nova era”, e “pareça uma coisa boa demais para ser verdade”, a Terapia Reiki tem provado sua eficiência em hospitais e centros de pesquisas científicas, especialmente porque “não tem efeitos colaterais”. 


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

AS CURAS ATRAVÉS DA ENERGIA REIKI




Primeiro, é preciso explicar o significado da palavra cura quando falamos da terapia reiki.

A cura significa a aplicação da energia reiki. Esta energia, por sua vez, quando aplicada no cliente ou na pessoa que está necessitando desta energia, é considerada uma energia sutil e inteligente, sempre sabe onde o cliente está precisando ser equilibrado, alimentado energeticamente ou, por fim, curado.
 
Quando aplicamos a energia reiki o que solicitamos é: que se faça a melhor cura para esta pessoa agora.
 
A partir daí é que percebemos as incríveis melhoras (ou curas) que a energia reiki é capaz de desencadear em cada ponto do corpo, onde a pessoa tem necessidade.
 

Lembrando que a energia reiki atua sobre os corpos físico, mental, emocional e espiritual. Portanto, a cura ou equilíbrio é completo ao longo de um tratamento. O tratamento reiki por sua vez, é feito em sessões semanais, com o objetivo de criar sempre melhores condições, nas quatro saúdes mencionadas acima, para o cliente.

Abaixo, alguns relatos sobre as curas ou respostas que a terapia reiki ocasiona:

Caso 1 - 
Paciente homem, 45 anos. Pedra na vesícula, cólicas, vômitos e dores intensas. Foi aplicada 5 minutos de energia reiki em ½ copo de água filtrada. O paciente tomou a água em golos e depois de 10 minutos as dores haviam cessado e o paciente adormeceu. Houve repetição do quadro e em todas as vezes seguido o mesmo procedimento com o mesmo resultado.
 

Caso 2 – 
Paciente
 mulher , 80 anos, com nódulo no seio direito. Esta paciente tinha este nódulo há 5 anos. Recebeu 9 sessões de cirurgia reiki (tecnica reiki que atua sobre os corpos dissolvendo mais variados tipos de bloqueios). Após a 9ª. sessão, no nódulo formou-se uma ponta (tipo espinha). Por esta ponta houve um vazamento das impurezas que estavam no nódulo. Diagnóstico medico – nódulo não maligno. 

Caso 3 – 
Paciente mulher, 55 anos, nódulos na tireóide, comprovados por exames radiológicos. Fez o tratamento da cirurgia reiki durante 4 meses (12 sessões semanais). Após este tempo fez novos exames. Foi comprovado desaparecimento dos nódulos.
 

Caso 4 –
Paciente homem, 68 anos, desarranjos intestinais que o impedia de sair de casa. Passou pelo tratamento cirurgia reiki de maio a setembro de 2006. Sintomas desaparecem por completo após a 3ª. sessão de aplicação da técnica. Paciente continuou o tratamento com a cirurgia reiki cuidando de outros problemas.

Caso 5 – 
Paciente mulher, 55 anos, mioma com sangramento irregular – fez tratamento reiki de dezembro de 2005 até abril de 2006. Obteve diminuição de 80% do volume do sangramento menstrual . Exames comprovaram desaparecimento total do mioma. Não houve necessidade de cirurgia.
 

Caso 6 - 
Paciente homem, 13 anos, bronquite, dificuldade respirar, nariz entupido, tosse seca. Após 3 meses de sessões semanais da cirurgia reiki , aplicada na região da garganta e pulmões, não apresentou mais os sintomas. Os sintomas não voltaram mais até a data atual.
 

Caso 7 – 
Paciente mulher, 42 anos, mioma, ovário policístico, aborto. Após 3 sessões da cirurgia reiki, cliente engravidou. Esta cliente fazia tratamentos por problemas hormonais desde a adolescência. Já havia feito, comigo, outros tratamentos anteriores, envolvendo cromoterapia, reiki e florais. Após uma pausa nos tratamentos anteriores, retornou contando sobre o aborto e a vontade de engravidar. Ao mesmo tempo que fez o tratamento da cirurgia reiki conosco, continuou os tratamentos médicos convencionais que lhe haviam sido prescritos.
 

O QUE PODE SER REIKI PARA VOCÊ




Um tratamento com Reiki apóia a totalidade da pessoa - física, emocional, mental e espiritual.


É simples de aprender e pode ser aplicado em si mesmo, em tratamentos em clínicas ou mesmo como remédio caseiro, para melhorar a saúde e o bem estar emocional.


Quando o praticante coloca suas mãos sobre o seu corpo ou sobre o corpo vestido de um cliente, Reiki flui através das mãos do praticante para o cliente. Esta "transferência" pode despertar muitos tipos de sensações - calor, frio, vibração, formigamento, peso visual, anestesiamento ou mesmo, nenhuma sensação.


Um tratamento completo de Reiki dura cerca de uma hora ou pouco mais.


Se tem descrito especificamente que Reiki serve para relaxar musculos, aquietar a mente e aliviar dores. O tratamento completo tem sido comprovado cientificamente como acelerador do processo de cura do próprio organismo. Muitos profissionais da área da saúde tem incorporado Reiki as suas praticas.


Aqueles que aprendem Reiki observam que pode ser aplicado de forma simples e com sucesso
 em todo tipo de ambientes: casas, clínica, hospital ou qualquer lugar onde hajam pessoas expostas a tensões musculares, acidentes, esgotamento ou traumas pessoais. Se tem criado muitos programas para Aids, vítimas de guerra e por outros males.


No plano físico, Reiki pode relaxar os músculos tensionados, diminuir a dor, acelerar o tempo de cura do organismo, de cura de feridas, diminuir o comprometimento dos tecidos em casos de queimaduras e machucaduras e muito mais.


No plano mental e emocional, se reduz a ansiedade, aumenta a sensação de bem estar, e se pode sentir um outro nível de compreensão. Neste estado de profundo relaxamento, pode dar-se o equilíbrio de energias e acionar a capacidade de cura do próprio organismo.


No plano espiritual, as pessoas tem contado que se sentem revitalizados, que despertam renovados depois de um tratamento com Reiki.


A CURA AO ALCANCE DAS MÃOS




O avanço da ciência, da medicina, a vida no ritmo cada vez mais acelerado, a corrida pelo desenvolvimento profissional e a cruel competitividade fizeram com que o homem se distanciasse dos cuidados com sua mente, corpo e espírito.
Mas, há cerca de umas duas décadas, as pessoas vêm se conscientizando dessa perda de qualidade de vida e iniciaram a busca pela harmonia, bem-estar e equilíbrio proporcionados pelas Terapias Complementares.
Assim, a procura pelos Processos Holísticos de manipulação de energia são cada vez mais solicitados no caminho do homem para sua cura e evolução, de forma integral. O Reiki é um dos caminhos, por isso o número de Reikianos iniciados no Brasil e no resto do mundo cresce a cada dia.
O Reiki é uma terapia de harmonização e reposição energética, uma cura natural através das mãos usada milenarmente. É um tratamento complementar que pode ser aliado ao tratamento alopático convencional.
Os praticantes de várias linhas de tratamento, onde as mãos são utilizadas para transmitir energia, transformando energias nocivas em benéficas, afirmam que as mãos são realmente portadoras de energia.
O método Reiki não está ligado a nenhuma religião e está acessível a todas as pessoas, desde crianças até aos que estão passando por alguma enfermidade, necessitando apenas se sintonizar a essa energia, seja através de uma aplicação de Reiki ou tornando-se um reikiano.
Para se tornar um Reikiano é preciso passar por uma iniciação, conduzida por um Mestre devidamente habilitado. O curso não exige um tempo longo de estudo e está disponível a todos, sem restrições quanto ao nível intelectual, idade, credo ou religião. Depois de sintonizada a pessoa poderá canalizar esta energia e tratar a si mesma, animais, plantas e a outras pessoas. Permite também que seja enviada para todo o planeta, para outro país, um grupo de pessoas, um trauma do passado e também pode ser programada para um evento futuro. No Reiki não existem barreiras de espaço e tempo para a ação prática dessa energia, que permite até mesmo o aprendizado à distância.
O Reiki nos desperta para o poder de cura existente em cada um de nós, promovendo mudanças em todos os níveis. As habilidades de nosso corpo são restabelecidas, nossa energia é intensifica e ampliada, repondo a paz e o equilíbrio em nosso ser.
Atualmente a Organização Mundial da Saúde já reconhece e recomenda o Método Reiki e outras terapias complementares. Cerca de 85% das doenças poderiam ser tratadas sem o uso de medicamentos alopáticos, principalmente através da mudança de hábitos e atitudes que tanto desarmonizam e desequilibram o nosso ser.
http://espacoluzevida.wordpress.com/2008/12/11/a-cura-ao-alcance-das-maos/

REIKI ESTIMULA RESPOSTA IMUNOLÓGICA




O Reiki – técnica de imposição de mãos desenvolvida no final do século XIX pelo teólogo japonês Mikao Usui – pode ser uma ferramenta auxiliar no tratamento de doenças?
Muitos garantem, sem pestanejar, que pode. Mas a confirmação científica dessa possibilidade começa a se consolidar agora, a partir de pesquisas como a do biólogo Ricardo Monezi, da Universidade Federal de São Paulo, que indica interferência favorável da técnica no tratamento de animais de laboratório com câncer.
Segundo Monezi, o Reiki age positivamente na redução do nível de estresse, uma das possíveis causas do surgimento, agravamento e até comprometimento do tratamento de doenças crônicas como o diabetes.
Durante cinco anos, Monezi conduziu uma pesquisa com camundongos para saber se o Reiki interferiria positivamente no tratamento contra o câncer. Ele montou três grupos de camundongos. O primeiro não recebeu tratamento; o segundo recebeu tratamento falso – a imposição de mãos foi feita com a colocação de luvas presas a duas hastes de madeira; e o terceiro foi tratado com Reiki.
Monezi analisou o comportamento dos linfócitos – que são os responsáveis pela defesa imunológica do organismo – frente a um tumor e concluiu que os ratos submetidos ao Reiki mostraram aumento da capacidade de enfrentar a doença. O mesmo padrão foi observado com tumores mais agressivos. Os animais foram submetidos ao Reiki durante quatro dias, em sessões de 15 minutos.
Segundo o biólogo, esses resultados afastam a hipótese de que o sucesso do tratamento seja resultado de sugestão psicológica. A próxima etapa de sua pesquisa será observar o uso do Reiki em seres humanos. A intenção é verificar se o Reiki pode colaborar para reduzir o estresse e melhorar a imunidade de pacientes idosos, que muitas vezes sofrem baixa em sua resistência.
A palavra Reiki significa Energia Vital Universal. Seus criadores basearam-se na crença de que a energia liberada por um praticante de Reiki envolve o paciente, atuando sobre seu corpo físico.
Do ponto de vista físico, explica o pesquisador, o ser humano é constituído por energia – o que pode ser observado, por exemplo, no eletrocardiograma, que mede a função elétrica do coração. Desde a década de 80, diversas correntes de pesquisa têm buscado embasamento científico para a teoria que fundamenta o Reiki e outras técnicas de imposição de mãos.
Todas têm constatado, como efeitos, sensação de bem-estar, diminuição de sintomas relacionados ao estresse e sensação de relaxamento.
Há trabalhos que indicam a técnica no tratamento de ansiedade, depressão e fobias como a síndrome do pânico. Monezi fala em indicação terapêutica complementar. Isto é, uma terapia de apoio ao tratamento convencional.
REVISTA ÉPOCA – edição 459 (21/03/2007)

TESTEMUNHOS DA ENERGIA REIKI



Testemunho

Tenho 54 anos, sou professora, casada e tenho dois filhos. Em Agosto de 2010, foi-me diagnosticado um carcinoma na mama esquerda. No princípio fiquei “apalermada”, até porque me disseram que era um caso fácil de resolver dado que se encontrava numa fase muito inicial. Após a tumorectomia fui informada que afinal as coisas não eram tão simples e que teria de fazer quimioterapia, radioterapia, herceptin e hormonoterapia.
Só aí tomei consciência de que um cancro é uma doença crônica que nos pode limitar e condicionar muito a nossa vida pessoal e familiar.
Seguiram-se dias muito difíceis de suportar, apesar de todo o apoio que tive em casa, dos amigos e ainda do apoio de uma psicóloga.
Infelizmente na minha escola havia outras colegas que também já tinham passado por esta situação. Foi através de uma delas que venho a ter conhecimento do Reiki. No início achei muito estranho tudo que ela me falou sobre esta terapia e não lhe dei grande importância. Contudo eu continuava a conviver muito mal com a minha doença, sentia-me tremendamente angustiada, até que um dia, no meio de muito desespero, acabei por lhe pedir que me informasse onde poderia encontrar alguém que me fizesse Reiki. Comecei a fazer sessões regulares com a Mestre Ana Gonçalves e, após cada sessão, eu regressava a casa com maior confiança, menos angustiada, mais relaxada e mais alegre.
Tenho uma formação católica e sou praticante. Interroguei-me muitas vezes se a minha religião era incompatível com o Reiki. Conclui que cada coisa pode ter o seu lugar, hoje sou ainda mais crente em Deus e mais praticante do que era na altura.
Não quero procurar se existem explicações científicas ou não para os efeitos do Reiki, para mim apenas basta que me ajudou quando eu estava numa fase difícil. Hoje, um ano depois, acho que nem tudo funciona de uma forma inteligível e racional.
Não vejo o Reiki como uma terapia que possa substituir a medicina convencional, longe disso, pode ser sim algo que complementa as terapias administradas no hospital e que recomendarei a qualquer pessoa que, pelas mais variadas circunstâncias, se encontrem numa fase menos boa da sua vida.
Tive conhecimento que há hospitais que reconhecem ou que estão em vias de reconhecer o Reiki como terapia complementar abrindo as suas portas à prática do Reiki. Porque não? Todas as ajudas são sempre bem-vindas. Como já disse, o que importa é o resultado final, tudo o que nos possa ajudar é bem vindo desde que venha por bem.

 
Testemunho


Chamo-me: Manuel Gonçalves Marques, nascido a 28 de Janeiro de 1934 (77) anos, na Freguesia de Pelmá do Concelho de Alvaiázere, Distrito de Leiria.
Sou Enfermeiro desde 1954,tendo-me reformado em 1992, como Enfermeiro Supervisor no Instituto Português de Oncologia Centro de Coimbra.
Em 2002 tive de recorrer assistência psiquiátrica, em virtude de estar em vias de uma separação cujo casamento durava há 38 anos. Andei um ano a ser seguido e medicado pelo Psiquiatra, passando a visitas Médicas de 4 em 4 meses.
O divórcio veio a concretizar-se, em Fevereiro de 2005.
Desde princípios de 2002 até Novembro de 2010, mantive mantive uma terapêutica de REMERON 30 mg e LEXOTANE 3mg. Para tratar a situação de depressão em que vivia. Não conseguia dormir sem estes medicamentos.
 
Em Setembro de 2010,vi um folheto na clínica de S.Apolónia, que chamou atenção sobre REIKI.Vivi sempre integrado nas medicinas convencionais e não acreditava noutras medicinas, mas resolvi experimentar, contactanto a Mestre Ana Gonçalves, que se disponibilizou a fazer-me uma preparação de 3 sessões antes de fazer o 1º nível, que veio a ocorrer a 19 de Setembro 2010.Ao começar a praticar as meditações REIKI, comecei logo a sentir alguma diferença na minha vida.
Deixei de tomar qualquer medicação para dormir.
Em 9 de Abril de  2011 fiz o 2º grau de iniciação REIKI USUI, e em 19 de Junho de 2011, conclui o nível 1 de Karuna
Tenho muitos  problemas respiratórios, BRONQUIECTASIAS; FIBROSES; APNEIAS DO SONO: TUBERCULOSE há 45 anos. Devido a estes problemas não tenho defesas a nível do EPITÉLIO BRONQUICO, pelo que uma simples constipação culmina em PNEUMONIA ATIPICA, obrigando-me a tomar antibióticos sempre que isto acontece.Ao 3º ou 4º dia tenho um quadro típico de pneumonia, com febre alta 38,5 ou mais, anorético etc.
Desde que comecei a fazer terapias REIKI esse quadro foi muito alterado. Raramente tenho febre e quando aparecem alguns sintomas febris nunca passa dos 37,2.
Também tenho recorrido às terapêuticas REIKI quando o quadro de pneumonia aparece, seguido de uma sessão de CINESITERAPIA que é dada pelo Mestre Ana Gonçalves, exatamente como outro profissional especializado.
 Como enfermeiro e dados os benefícios que tenho recebido do REIKI, recomendo-o a todas as pessoas que sofrem de qualquer patologia, sempre como terapias complementares.  

Fonte: http://anareikivivernaluz.blogs.sapo.pt/2012/10/

AS SETE LEIS DE CURA ATRAVÉS DO REIKI



O processo de cura completa-se quando o paciente se torna capaz de aceitar, espontaneamente e com amor, o talento oculto, a ajuda e o potencial disponível para mais felicidade, que vem de sua sombra e da enfermidade, é quando está em condições de fazer um uso criativo e construtivo de seu estado, tanto para seu próprio bem-estar, quanto para o do mundo que o rodeia, de forma significativa e holística. A enfermidade, ou seja, o dispositivo usado pelo seu corpo para dizer “desenvolva-se”, agora tornou-se supérfluo. No nível físico, ocorre o conhecido fenômeno da “reação curativa”. Então, num primeiro momento há uma “mudança inicial para pior” e o “processo de desintoxicação”, para que o corpo leve toda energia para as áreas afetadas e elimine todas as toxinas, de modo que todo o organismo possa funcionar com perfeição.

1)     Reiki nunca pode ser imposto a uma pessoa. A eficiência do Reiki é independente, na maioria das vezes, da fé ou da vontade consciente do paciente que está sendo tratado. No entanto, em alguns casos o acesso a uma determinada área do corpo, alma ou espírito, esteja negado para energia Reiki ou ela só possa ser aceita após um longo período de tratamento, até que a aceitação seja plena para que, então, haja reação na área.

2)     Reiki não intervém diretamente no corpo; apenas o estimula a perceber amplamente suas funções naturais, através dos chakras.
3)     Reiki estimula o potencial de desenvolvimento do corpo e manutenção da vida, para que o paciente vivencie sua própria criatividade.

4)     Quanto mais a enfermidade estiver no interior da psique, mais o paciente deve estar conscientemente envolvido e motivado em direção à mudança e a cura.
5)     A liberação de espaços na mente e vivacidade corporal aumentam o efeito do Reiki. Significa que tratamentos psicoterapêuticos, aromoterapia, cromoterapia e outros sistemas holísticos de cura são úteis na criação de condições ideais para aplicação de Reiki.
6)     A cura em nível emocional através de Reiki acontece em três estágios: a) Consciência – geralmente está conectada ao medo, à dor e ao sofrimento; b) Decisão – manter uma atitude mais firme e realista em relação a vida; c) Conhecimento – força motriz que despertam aspectos inconscientes da personalidade e recursos que dão disposição para ação e melhorias na qualidade de vida.

7)     Reiki não pode curar o que já foi destruído por completo.
Trechos do livro Reiki para primeiros socorros, do autor Walter Lübeck.
http://reikiomshanti.wordpress.com/2012/09/02/novidade-17082010-por-vanessa-o-instituto-isis-acaba-de-inaugurar-site-visite-httpwww-clinicadeterapia-com-br-publicado-em-novidades-deixar-um-comentario-as-sete-leis-de-cura-at/

REIKI, A ENERGIA DO UNIVERSO




Publicado no Jornal Ganesha

http://www.ganesha.jor.br/index.php?option=com_content&view=article&id=291:reiki-a-energia-do-universo&catid=2:artenvia&Itemid=3


Compreender o Reiki com um pensamento linear e cartesiano torna-se uma tarefa praticamente impossível, uma vez que esta energia sutil presente no universo atua em campos energéticos que nossa ciência atual ainda se mostra ineficaz em medir, estudar e principalmente compreender.
A física moderna, apresentada ao mundo pelas teorias de Albert Einstein, sugere que toda matéria contém energia e consequentemente, toda energia possui matéria, todavia nossos mais célebres físicos não se mostraram capazes de compreender esta questão da energia, que vem aos poucos sendo desvendadas pela teoria recente da mecânica quântica (física quântica), que, por sua vez, tem-nos apresentado um mundo de possibilidades nunca antes imaginadas.
O Reiki é uma dessas energias presentes no universo e que permeia todos os seres vivos.
Nós, seres humanos somos o canal perfeito para emanação dessa energia, pois afinal, ao contrário do que muitos erroneamente pensam, somos seres espirituais vivendo em um mundo material, somos seres energéticos e não o contrário.
Emanamos energias a todo instante, sobretudo através da ação de nossa mente, o que nos distingue dos demais seres vivos. Não sou capaz de negar as capacidades de razão dos demais seres vivos, porém ainda não temos como mensurá-las. Já, nós, seres humanos, somos plenamente capazes de modificar a realidade que estamos inseridos, mesmo que de maneira inconsciente.
Emitimos energias quando pensamos, quando falamos, quando oramos, consumimos energias quando respiramos, quando comemos (digestão), quando praticamos exercícios, enfim, a energia é algo constante em nossas vidas.
Por vezes, ainda sem conhecimento disso, roubamos energias ou mesmo nos permitimos roubar energias de outros seres humanos, através de um processo denominado "vampirismo energético", algo que ocorre inconscientemente quando estamos com pouca energia e precisamos nos equilibrar. Sem saber como fazer isso por métodos naturais, roubamos de alguém próximo de nós, desarmonizando assim aquele que contra sua vontade tem sua energia sugada.
Alguns seres humanos mais conscientes, que naturalmente encontraram o caminho do desenvolvimento pleno da mente, possuem meios próprios e naturais de adquirir e concentrar energia, seja através de sua fé, da meditação, da mentalização, da respiração, pelo contato com a natureza, ou por qualquer outra das muitas maneiras.
Essa energia universal que os chineses chamam de KI, os indianos de Prana e os Reichianos de Orgon, em síntese constituem-se a mesma coisa, ou seja, uma energia sutil que está presente no universo e que anima e integra a tudo e a todos, harmonizando nosso campo energético e promovendo equilíbrio que consequentemente contribui para melhora em todos os corpos, quer seja físico, mental, espiritual ou energético, fazendo com que nossa vibração aproxime-se da vibração do universo, o qual somos ao mesmo tempo co-criadores e parte integrante.
O Reiki foi “redescoberto” (se podemos assim dizer) por Mikao Usui, no monte Kurama, um local a séculos procurado por pessoas que buscavam respostas e sentido para suas dores, era uma espécie de local sagrado, onde as pessoas iam para meditar, refletir e harmonizar-se.
Hoje, no ocidente é considerado um método de terapia energética, um entre tantos outros métodos e técnicas que compõe o arsenal terapêutico das terapias ditas holísticas, integrativas ou naturais.
Consiste num processo onde o terapeuta reikiano voluntária e conscientemente se coloca a serviço da cura, tornando-se canal por onde flui a energia Reiki, a fim de promover melhoria do quadro apresentado pelo cliente, quer seja fruto de um problema físico, emocional, espiritual ou energético. O Reiki atua em todas as esferas.
Basicamente o processo é simples. A energia Reiki que está no universo flui para o terapeuta reikiano por meio de um processo consciente, que por sua vez, a envia através de suas mãos ao cliente, que recebe e beneficia-se da energia.
Vários experimentos sérios já foram realizados por pesquisadores e universidades de renome, como por exemplo a USP (Universidade Federal de São Paulo) e comprovaram a eficiência do reiki como forma de terapia, com evidências de melhora e cura.
Em minha experiência pessoal como terapeuta e muito partidário do novo método investigativo “baseado em evidências” tenho observado a ação do Reiki em meus clientes, seja sua aplicação em seções locais e mesmo a distância, coisa que como pensador racional e cientista (das ciências humanas) era algo que eu custava a acreditar e compreender.
Essa relação com o Reiki foi de vital importância para mim no momento em que me permitiu perceber como tudo e todos estão intrinsecamente ligados, como que por uma rede (teia) de energia que interage e interconecta tudo que existe.
A teoria do caos já dizia que não existem acontecimentos isolados e que um acontecimento aparentemente simples aqui pode provocar um acontecimento muito maior do outro lado do mundo. Para mim era apenas uma teoria interessante que começou com observações de um meteorologista que não devia ter nada pra fazer, mas hoje após conhecer e praticar o Reiki compreendo essa complexa conexão que não vemos nem sentimos, mas que de algum modo nos liga a tudo.
O Reiki não está vinculado à nenhuma religião oriental nem ocidental, nem tampouco traz em seu bojo nenhum tipo de fé ou dogma religioso de nenhuma espécia, sobretudo acredita que essa energia universal só pode fluir do Criador. Razão pela qual como estudioso e praticante da religião Cristã, não vejo motivos para acreditar que o Reiki é contrário à Deus ou aos ensinos de Cristo, muito pelo contrário, vejo nele um saber perdido que nós seres humanos esquecemos e deixamos de lado, a arte de curar.

CIRURGIA ENERGÉTICA



A Cirurgia Psíquica ou também conhecida como Cirurgia Energética foi desenvolvida pelo Mestre de Karuna Reiki©, William Rand aquando da sua convivência com os Kahunas do Havaí, e é ensinada no Nível III-A do sistema também por si criado, Reiki Usui Tibetano.
"Cirurgia Psíquica" é uma expressão com diversos significados podendo ter entre outras interpretações:
  • Extração de energia dissonante do corpo energético ou do corpo físico;
  • Remoção de formas pensamento, ou seja, a eliminação de padrões dissonantes do inconsciente;
  • Extração de memórias marcantes;
  • Nas Filipinas, significa literalmente a remoção de quistos e tumores do interior do corpo físico, com as mãos nuas, sem instrumentos de corte, cicatrizes ou tempos de convalescença.
O tipo de Cirurgia Psíquica com que se trabalha no Karuna, incide na remoção de bloqueios energéticos do corpo físico. Para tal faz-se uso de métodos testados durante séculos não só no oriente mas também nas tradições xamânicas como as dos Kahunas do Hawai.


BASES TEÓRICAS

Somos seres que absorvemos e emanamos energia em cada segundo da nossa existência.
Os nossos pensamentos, as nossas palavras, o nosso riso, o nosso olhar, os nossos sentimentos, como por exemplo: mágoa, raiva, ódio, tristeza, frustração, alegria ou euforia, desempenham um papel importante na criação de bloqueios na nossa composição energética, nomeadamente os que apresentem uma vertente desarmonizadora.
Quando as palavras, pensamentos e sentimentos desarmonizadores são em excesso, há um grande consumo de energia vital (Ki) e um consequente acumular destes detritos energéticos no corpo físico.



A teoria desta técnica baseia-se no facto de que a nossa energia psíquica desarmonizadora, bloqueia o fluxo da energia vital no nosso corpo, causando consequentemente doenças.

Concetualiza-se então que essa energia psíquica desarmonizadora cria-se e acumula-se no nosso corpo físico, como consequência dos nossos pensamentos desarmonizadores e medos.

Considera-se ainda que essa energia desequilibrada, agrupa-se e cria formas físicas que se alojam não só no corpo físico mas também na aura.
A Cirurgia Psíquica é projetada para trabalhar nestas formas sem causar qualquer tipo de lesão ou dano físico.
Uma vez removidos os blocos ou formas energéticas dissonantes, a energia vital (Ki), retoma o seu fluxo normal e a saúde da pessoa é reconstituída, física, mental, emocional e espiritualmente.

http://www.portais.org/_karuna/files/cirurgia.htm

MENÇÃO DO REIKI EM REVISTAS E JORNAIS



- Artigo Publicado na Revista Contigo – Set/2011
Menção ao Reiki na reportagem sobre a passagem de Roberto Carlos em Jerusalém:
e em outros jornais publicados em sites sobre o REIKI:







segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

REIKI NA BUSCA PELA SAÚDE





- Artigo Publicado na Revista Veja – Set/2011
Menção ao REIKI na reportagem sobre a recuperação de Reynaldo Gianechini com enfase na aceitação e uso atual de tratamentos complementares aliados ao tradicionais, na busca pela saúde.
Para sua dissertação de mestrado. o biólogo Rícardo Monezi, pesquisador de medicina comportamental na Universidade Federal de São Paulo. testou a influência da imposição de mãos (técnica usada tanto no reiki como em passes espíritas) em ratos com câncer. As sessenta cobaias foram separadas em três grupos.
As do primeiro não receberam nenhum tratamento. As do segundo ficaram cobertas por um par de luvas com a temperatura semelhante à do corpo humano por quinze minutos. E as do terceiro foram submetidas à impostação de mãos. Monezi obser­vou que as células de defesa dos animais do terceiro grupo eram até 50% mais eficientes no combate às células tumorais do que as dos outros ratos.


Menção ao departamento de Cuidados Integrativos do Hospital Sírio Libanês, coordenado por um mestre de Reiki:
A busca de Gianecchini por amparo espiritual é compreensível, bastante comum e aceita por boa parte dos médicos. No Brasil, 80% dos pacientes oncológicos, em complemento aos tratamentos oferecidos pela medicina tradicional, recorrem a terapias não convencionais – com frequência ligadas a algum tipo de crença espiritual. “Padres, rabinos, médiuns sempre entraram e saíram dos hospitais pela porta dos fundos: , diz o mestre de Reiki Plínio Cutait, coordenador do departamento de Cuidados Integrativos do Hospital Sírio Libanês. “Só recentemente a medicina passou a reconhecer a existência de tais práticas. Há três anos, Cutait lidera uma equipe multidisciplinar que aplica técnicas até pouco tempo atrás nunca vistas no ambiente hospitalar…
Entrevista na mesma reportagem com o americano Brian Berman – fundador do Centro de Medicina Integrativa da Universidade de Maryland.
Os tratamentos complementares oferecem tais respostas?
… O stress, por exemplo, é um grande problema nos dias que correm e está, na maioria das vezes, na raiz da depressão e dos distúrbios cardiovasculares. Ainda não se inventou uma pílula contra o stress, mas ferramentas como acupuntura, o reiki ou a meditação conseguem aliviar o sofrimento dos pacientes.



REFLEXÃO: Numa famosa frase o Mestre Mikao Usui dizia aos seus alunos
“Quando o Reiki não cura é porque há algo que precisa de ser reconhecido ou entendido”.