Starry Sun Reiki Luz Para Todos!: Novembro 2014

Pesquisar este blog

sábado, 29 de novembro de 2014

O SIGNIFICADO DE REIKI SEGUNDO A MESTRE TAKATA


Num dos seus diários, enquanto aluna do Mestre Chujiro Hayashi, Hawayo Takata fez uma referência ao que era Reiki. Curiosamente, usava de forma escrita “Leiki”. Este é um extrato do diário de 10 de Dezembro de 1935.

O significado de “Leiki” (Reiki)

O significado de “Leiki”, Energia dentro de cada um, quando concentrada e aplicada a um paciente, irá curar todas as enfermidades. É a grande cura da natureza, não requer medicamentos. Ajuda em todos os aspectos da vida humana e animal. Para concentrar essa energia, deve-se purificar os pensamentos, palavras e meditar, para deixar que a “Energia” venha para fora, de dentro. Reside no fundo do nosso estômago, cerca de três dedos abaixo do umbigo. Senta-te numa posição confortável, fecha os olhos, concentra os teus pensamentos e relaxa, junta as mãos e aguarda o sinal. Com bondade e gentileza, aplica as mãos, começando pela cabeça, descendo pelo corpo depois. O paciente que está prestes a receber o tratamento, deve purificar a mente, sentir-se confortável e com o desejo de se sentir bem. Não se deve esquecer de se sentir grato. A Gratidão é a grande cura para a mente. Em todos os casos, o paciente pode ser diagnosticado apenas pelo toque da mão.” – Hawayo Takata
Hawayo Takata – «Reiki está disponível para quem o procura.»

Considerações sobre o diário da Mestre Takata

Vários tópicos nesta entrada de diário são, hoje em dia, bastante diferentes das considerações que temos. Outros são incríveis lições para a nossa prática!!!!
Reiki é energia dentro de cada um
·         Hoje em dia consideramos sempre como sendo energia exterior. Este conceito de Takata está correcto porque Reiki permeia-nos, preenche-nos e revitaliza-nos.
Não requer medicamentos
·         A prática de Reiki é absolutamente natural, não envolve manipulação ou acção química ou mesmo homeopática. Não usamos ferramentas, acessórios.
Para concentrar essa energia, deve-se purificar os pensamentos, palavras e meditar, para deixar que a “Energia” venha para fora, de dentro.
·         Um conselho profundo e tão belo. Sem dúvida que devemos ter mente limpa, elevação da consciência e devemos meditar para que possamos encontrar união com a energia. Mente limpa, coração predisposto, assim a energia flui.
Senta-te numa posição confortável, fecha os olhos, concentra os teus pensamentos e relaxa, junta as mãos e aguarda o sinal.
·         Uma boa referência à meditação gassho.
Com bondade e gentileza, aplica as mãos, começando pela cabeça, descendo pelo corpo depois.
·         Só por hoje sou bondoso – no meu autocuidado, no cuidado dos outros.
O paciente que está prestes a receber o tratamento, deve purificar a mente, sentir-se confortável e com o desejo de se sentir bem.
·         Predispor, com a mente purificada, ou seja, relaxada e focada no tratamento. Responsabilizar a pessoa pelo próprio tratamento – o desejo de se sentir bem.
Não se deve esquecer de se sentir grato. A Gratidão é a grande cura para a mente.
·         Só por hoje sou grato. A grande benece.
Em todos os casos, o paciente pode ser diagnosticado apenas pelo toque da mão.
·         Toque ou a uma ligeira distância do corpo, mantendo sempre a ética. Através deste “diagnóstico” energético, percebemos como está a energia da pessoa. Reiki tem apenas a especialidade energética. O diagnóstico não é médico.




http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/11/o-significado-de-reiki-segundo-a-mestre-takata/

SÓ POR HOJE, SEJA SOLIDÁRIO CONTIGO


Quantas vezes não fomos atrás de situações apenas como uma fuga da realidade? Uma observação verdadeira, honesta, revela-nos muitas vezes esse carácter, “se o outro precisar de mim, eu estarei melhor, serei útil”. Então e se o outro não precisar de nós? Não seremos mais úteis? Não teremos mais valor?
Precisamos mudar este eixo de perspectiva. Quando olho para mim mesmo, tenho que saber reconhecer o meu valor, por mim mesmo e não necessitar de o equiparar à quantidade de acções que faço pelos outros, muitas vezes em prejuízo de mim mesmo. Não vamos pensar nesta situação como egoísmo pois essa é uma realidade totalmente diferente. Ser solidário comigo mesmo é compreender o que eu tenho para dar e o que eu tenho em falta, é compreender em que medida eu posso completar-me e preencher-me sem ir ter com o meu próximo vazio, à espera que um acto me preencha. Ser solidário com os outros não é o caminho da piedade mas sim o da compaixão e para isso, temos que estar fortes interiormente.

Muitas vezes a pedra que nos esmaga é criada pelo nosso próprio vazio interior.

Reflecte de que forma és solidário e se o és contigo mesmo?
Só por hoje, sê calmo, abranda, pára, sente e pensa; confia em quem és e estrutura-te; agradece pela oportunidade de estares contigo mesmo e de te apoiares, quando tantos são inconscientes disso e continuam a sofrer sem saber porquê; trabalha honestamente em tudo o que fizeres e pára a tua doação se ela estiver vazia, tudo tem o seu tempo; sê bondoso contigo, pois de outra forma nunca o poderás ser verdadeiramente com os outros.
Só por hoje, sê solidário contigo para poderes ser solidário com os outros.

 http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/11/so-por-hoje-se-solidario-contigo/

OS SETE FATORES DA ILUMINAÇÃO E O REIKI


No budismo existem sete factores da iluminação. Eles são posturas, atitudes, estados através dos quais podemos alcançar o Despertar, a Paz Duradoura, a Felicidade. Estes sete factores da iluminação são:
1. Atenção (sati-sambojjhanga)
2. Análise das qualidades (dhamma-vicaya-sambojjhanga)
3. Persistência (viriya-sambojjhanga)
4. Êxtase (piti-sambojjhanga)
5. Serenidade (passaddhi-sambojjhanga)
6. Concentração (samadhi-sambojjhanga)
7. Equanimidade (upekkha-sambojjhanga).
Quando conseguimos despertar em nós estes factores da iluminação tornamo-nos cada vez mais conscientes, de nós, dos outros, compreensivos e compassivos. Isso torna-nos felizes e em paz.

Sete técnicas de Reiki para os sete factores da iluminação

A prática de Reiki não envolve quaisquer crenças mas, tendo uma atitude sábia, podemos contemplar a sabedoria dos outros e reflectir sobre ela. De que forma podemos alcançar cada um destes factores, com a nossa prática de Reiki?

Atenção Plena

Meditação Gassho – A meditação gassho permite-nos focar na energia, no aqui e agora.

Análise das qualidades

Nentatsu – O alcançar o pensamento positivo permite-nos ter consciência de como estamos e da virtude que queremos alcançar.

Persistência

Joshin Kokyu Ho – a técnica da respiração auxilia-nos no aumento da nossa energia vital e na reciclagem da mente. É necessária persistência para alcançar os resultados pretendidos.

Êxtase

Anshin Ritsumei – Alcançar a elevação, a paz duradoura. O que o Mestre Mikao Usui sentiu ao perceber o que era Reiki.

Serenidade

Autotratamento – O autotratamento permite-nos alcançar a harmonia e serenidade.

Concentração

Byosen – Ao perceber a qualidade da energia, estamos a exercitar a concentração.

Equanimidade

Os cinco princípios de Reiki – Os cinco princípios auxiliam-nos a encontrar o equilíbrio e a transformar a nossa consciência.
Reiki é um método extraordinário, completo e exigente. Chegarás onde quiseres com Reiki, pratica.
http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/11/os-sete-factores-da-iluminacao-e-o-reiki/

COMPROMETE-TE COM O TEU CAMINHO DE CURA



O que fizeres por ti, refletir-se-à em todas as partes da tua vida. Assumimos compromissos tais como a relação, os filhos, o trabalho mas, 
muitas vezes esquecemo-nos de assumir o compromisso connosco no caminho de cura que precisamos percorrer, no caminho de elevação da consciência.
Já te observaste no autotratamento para com as tuas questões de vida e de saúde?
Já observaste como os teus utentes ou clientes se comportam perante a terapia e o percurso terapêutico?
Como é fácil desistir e procurar sempre coisas novas, à espera do remédio milagroso, da cura instantânea. O que o Reiki te diz sobre isso?
O Mestre Usui dizia «Eu gostava de lançar este método para o público para benefício de todos e esperança para a felicidade de todos. O meu Reiki Ryoho é um método original baseado no poder intuitivo do universo. Através desta capacidade, o corpo adquire saúde, aumenta a felicidade na vida e a paz da mente.»
Reiki é simples, a cura não é tão simples. Então, é requerido comprometimento, empenho. É preciso estar-se consciente que tudo leva o seu tempo e que sem prática, pouco se consegue. Para te tratares, tens que te comprometer e isso requer que observes os cinco princípios e os apliques em ti, na tua questão e doença. Por vezes a cura é aceitação da situação. Há coisas que não têm volta a dar mas, se conseguirmos alcançar paz de espírito, então a nossa cura está no campo espiritual, emocional e mental e isso refletir-se-à em tudo na nossa vida e no que nos rodeia, pelo tempo que tivermos.
No teu tratamento a outros, leva-os a compreender a necessidade do seu comprometimento. Se forem à sessão de Reiki apenas por ir, de pouco irá adiantar.
Nunca te esqueças também de exercer a humildade. Não és tu que curas, é a energia em conjugação com a pessoa, através de ti.
Toda a nossa vida é um caminho de cura.
 O comprometimento com os teus sonhos é um ato de amor próprio. Faz o mesmo com o teu caminho de cura, compromete-te.

 http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/11/compromete-te-com-o-teu-caminho-de-cura/

OS OITO VERSOS QUE TRANSFORMAM A MENTE



Faz parte de qualquer pessoa o querer crescer. Mudar hábitos, transformar padrões, aprender a ser feliz, construindo uma outra consciência, compreendendo quem se É e como se É.
Na sabedoria budista, encontramos “Os Oito Versos que Transformam a Mente” que remonta a cerca do século XII. Estes oito versos são recitados diariamente por vários budistas, incluindo o Dalai Lama, para atingir o estado de bodisatva.
Coloco estes oito versos com títulos e comentários meus, apenas uma perspectiva pessoal. Os versos em si estão colocados de forma directa, apenas adaptados para português.

A aprendizagem do bem supremo

O bem supremo é a consciência do que é melhor para todos. É um Bem nem sempre facilmente entendido porque ultrapassa o nosso desejo. Quando desejamos o bem supremo, para benefício de todos, elevamos a consciência.

1º verso

Com a determinação de alcançar
O bem supremo em benefício de todos os seres sencientes,
Mais preciosos do que uma jóia mágica que realiza desejos,
Vou aprender a prezá-los e estimá-los no mais alto grau.

Construir a humildade

O respeito pelos outros ajuda-nos a construir a humildade. O aceitar como somos e o que sabemos, o aceitar o que os outros são e o que sabem. Quando entregamos o máximo respeito ao nosso próximo, vivemos sem o desejo autodestrutivo da competição e passamos a ter uma consciência de grupo, de humanidade.

2º verso

Sempre que estiver na companhia de outras pessoas, vou aprender
A pensar em mim como a mais insignificante dentre elas,
E, com todo respeito, considerá-las supremas,
Do fundo do meu coração.

Examinar a mente

Quando desenvolvemos a consciência do observador e aprendemos a examinar a mente, compreendemos melhor as nossas acções e reacções, sabendo ou aprendendo a transformar as emoções negativas em positivas.

3º verso

Em todos os meus actos, vou aprender a examinar a minha mente
E, sempre que surgir uma emoção negativa,
Pondo em risco a mim mesmo e aos outros,
Vou, com firmeza, enfrentá-la e evitá-la.

Consideração por todos, principalmente os ignorantes

Das coisas que mais nos custa é suportar a injustiça, o ataque à nossa integridade, a barbárie. Neste verso, pede-se que tenhamos consideração, apreço por todos os seres de natureza perversa. Tal só é possível com compaixão, compreendendo que tudo o que é perverso é apenas ignorante e por isso segue um caminho destrutivo e ao mesmo tempo autodestrutivo. Temos que cortar, transformar o caminho de acção/reacção.

4º verso

Vou prezar os seres que têm natureza perversa
E aqueles sobre os quais pesam fortes negatividades e sofrimentos,
Como se eu tivesse encontrado um tesouro precioso,
Muito difícil de achar.

A aceitação

Na continuação do quarto verso vem a aceitação. Parece-nos improvável dar a vitória a quem nos calunia mas isso porque estamos a interpretar com orgulho. Na serenidade, sabemos que tudo é impermanente e que se reagirmos violentamente, a violência vem-nos devolvida. A “derrota” é a compreensão. Se tal nos aconteceu foi porque ainda há uma qualquer fragilidade em nós que a permite. Quando oferecemos a vitória, essa vitória é nossa, porque crescemos com a aprendizagem.

5º verso

Quando os outros, por inveja, maltratarem a minha pessoa,
Ou a insultarem e caluniarem,
Vou aprender a aceitar a derrota,
E a eles oferecer a vitória.

A aprendizagem na ofensa

Este é um tema muito comum na prática de Reiki. Aprendemos a dar com amor incondicional, sem nada esperar mas nem sempre é assim. Muitas vezes surge o desejo da cura ou há sempre algo que queremos de retorno, nem que seja algo que consideramos simples, um obrigado. Quando esse retorno não acontece, surge a descompensação. Quando doamos verdadeiramente em amor incondicional, sabemos que nada disso é preciso. Fizemos o nosso próprio acordo interior. É difícil por isso a necessidade de praticar com atenção este verso.

6º verso

Quando alguém a quem ajudei com grande esperança
Magoar ou ferir a minha pessoa, mesmo sem motivo,
Vou aprender a ver essa outra pessoa
Como um excelente guia espiritual.

A compaixão

A compaixão ensina-nos a auxiliar os outros a atingir a felicidade mas também sem nos prejudicarmos a nós mesmos. Quando se fala em tomar os males e sofrimentos, não significa martirizarmo-nos desnecessariamente mas sim aceitar as situações e transformá-las para o bem supremo de todos.

7º verso

Em suma, vou aprender a oferecer a todos, sem excepção,
Toda a ajuda e felicidade, por meios diretos e indiretos,
E a tomar sobre mim, em sigilo,
Todos os males e sofrimentos daqueles que foram as minhas mães.

O caminho da libertação

Compreender como tudo é impermanente e a importância do nosso crescimento na direcção de nós mesmos e dos outros é trilhar um caminho de liberdade. Não é fácil, não é de um momento para o outro. Tudo requer vigilância e trabalho.

8º verso

Vou aprender a manter estas práticas
Isentas das máculas das oito preocupações mundanas,
E, ao compreender todos os fenómenos como ilusórios,
Serei libertado da escravidão do apego.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

10 RAZÕES PARA MUDAR COM REIKI


Reiki tem tantas aplicações quanto mais o queiramos introduzir na nossa vida. Se pudemos mudar com Reiki? Sem dúvida que sim, vamos ver como.

Dez razões para mudar com Reiki

«Reiki está disponível para quem o procura.» ~ Hawayo Takata
São inúmeros os exemplos de aplicação e o impacto da transformação do Reiki em nós mas, vamos debruçar-nos sobre dez aspectos que são os de maior impacto e mais visíveis com a prática constante:
1.     Homeostasia
2.     Autoconhecimento
3.     Percepção interior
4.     Sensibilidade
5.     Harmonia da mente e coração
6.     Criatividade
7.     Mudança de hábitos de vida
8.     Doação, amor incondicional e compaixão
9.     Equanimidade
10.   Felicidade

Homeostasia

A prática constante do autotratamento permite-nos identificar as partes dos nossos vários corpos que possam estar em desarmonia. Reiki promove a homeostasia, o equilíbrio do nosso sistema vital. A energia que flui pelo nosso canal energético, identifica os pontos em bloqueio ou excesso e, através do byosen, permite-nos identificar o que há a tratar. Por vezes leva-nos a procurar especialidades médicas que nos auxiliarão a atingir a saúde.

Autoconhecimento

Quando deixamos a energia fluir para o nosso interior ou praticamos algumas técnicas de desenvolvimento pessoal, como a meditação gassho, seiheki chiryo ou o nentatsu, alcançamos uma outra dimensão do nosso ser. Quem sou eu além do meu corpo, o que eu conheço do meu corpo?

Percepção interior

Quando nos retiramos para sentir a ligação à energia, praticar meditação gassho ou joshin kokyu ho, adquirimos uma percepção completamente diferente de nós mesmos… quem sou eu que me refugiu no meu interior? O que é isto que observa os meus pensamentos e emoções?
A percepção interior traz-nos a conexão connosco e com o universo. Mais percebemos quem somos e melhor compreendemos os outros. A mente vazia, a atenção plena que podemos desenvolver com as práticas de meditação do Reiki levam-nos a momentos de felicidade e paz.

Sensibilidade

Para sentir a energia e as reacções dos nossos corpos temos que estar atentos. É o que a prática constante nos traz. O que sinto nas mãos com esta posição? Porque me surge esta emoção e pensamento quando trato este local? Ao trabalhar com a energia, desenvolvemos a sensibilidade à mesma. Não precisamos de nos apegar ao que sentimos, caso contrário, viramos hipersensíveis e isso será prejudicial para nós. O desenvolvimento da sensibilidade dá-nos um maior conhecimento de nós, dos outros e do sentido do universo e da energia.

Harmonia da mente e coração

Normalmente sentimos mais ou pensamos mais, raramente temos os dois corações ou as duas mentes em uníssono. A prática de Reiki mostra-nos que temos de encontrar essa harmonia – escutar o coração e a mente. Tomar decisões de coração e de mente. O autotratamento e a prática dos cinco princípios, ajuda-nos nessa perspectiva. Reiki ajuda-nos a compreender melhor estes dois centros vitais e a harmonizar o todo que somos.

Criatividade

Onde estiver o nosso pensamento, está a nossa energia. Reiki ajuda-nos a desenvolver a criatividade quando estamos, por exemplo, a realizar um tratamento. Se encontro um bloqueio, como é ele? como o removo? Para me ligar ao Reiki, o que sinto? Quando deixo fluir energia e me limpo da energia mais densa, como o faço? São novos caminhos que crescem dentro de nós, trazendo um outro colorido à nossa vida.

Mudança de hábitos de vida

Se temos pensamentos e hábitos que nos trazem prejuízo, podemos sempre trabalhar com os cinco princípios, o autotratamento, o seiheki chiryo e o nentatsu. Reiki não é alternativo é meramente complementar, por isso não devemos deixar de consultar as especialidades médicas. Quando colocamos a predisposição de mudar, estamos já nesse caminho. A prática constante, o parar e avaliar, a honestidade e bondade, permitem-nos chegar à transformação, compreendendo que cada coisa tem o seu tempo.

Doação, amor incondicional e compaixão

As mãos são as asas do coração. Para praticar Reiki em nós e nos outros, temos que ter mente limpa e coração predisposto. Se não estiver predisposto a dar, incondicionalmente, o Reiki não fluirá. Pode fluir qualquer outra coisa mas não reiki. A prática também nos incita a desenvolver a compaixão, por nós e pelos outros. Ajuda-nos a construir um mundo melhor, mudando-nos primeiro a nós e doando a quem queira receber.

Equanimidade

Com a compreensão de quem somos, do que podemos ser e todo o crescimento que os cinco princípios nos dão, chegamos ao início da equanimidade – um espírito sereno e constante. Compreendemos e agradecemos pelos bons e pelos maus momentos. Grandes lições estão dentro de cinco princípios tão simples. Basta praticar, de manhã e à noite, como dizia o Mestre Usui.

Felicidade


No gainen, os preceitos do Mestre Usui, ele indicava «A arte secreta para atingir a felicidade». A arte requer prática constante para desenvolver habilidade, secreta por ser interior. Quanto mais nos transformarmos, nesta base, nestes pilares, mais descobrimos que vamos rumo à felicidade. Não é de um dia para o outro, nem há promessas – há um caminho, vivido de forma própria por cada um.
http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/06/dez-razoes-para-mudar-com-reiki/

ENCHE-SE DE REIKI, NÃO FIQUE VAZIO



Se costumas sentir-te pequeno, por vezes vazio, onde facilmente outros te influenciam, prejudicam ou perturbam, então podes usar o Reiki para te tratar interior e exteriormente, além de ser uma boa ferramenta para a mudança da tua forma de estar na vida.
O nosso poder pessoal é importante, assim como o desenvolvimento da autoestima que vem com o despertar da consciência e a compreensão de como a compaixão e bondade deve estar, em primeiro lugar, orientada para nós mesmos.

Técnicas de Reiki

Além de uma prática constante de autotratamento, pratica também técnicas para te desintoxicares, para aumentares a tua energia vital e para alcançares a pessoa que queres ser.
Preenche-te de Reiki, sempre, preenche-te de ti mesmo.
Foca o teu coração e coloca-te lá dentro, cria um espaço agradável para ti mesmo. Foca o teu plexo solar e concentra aí a força e poder do sol, coloca expressões como – “eu tenho força”, “eu sou capaz”.

Reflexão com os princípios de Reiki


A reflexão com os princípios de Reiki permite uma mudança na tua forma de estar e agir. É por aqui que deves começar. Muda a tua consciência, a percepção de ti mesmo e consegues mudar a forma como reages perante os outros.
Só por hoje – em qualquer situação, mantém-te centrado, no momento presente, não te encolhas ou expandas, escuta, só depois age.
Sou calmo – a serenidade pode desconcertar qualquer situação. Aprende a desenvolver em ti a calma que te permitirá escutar a tua própria consciência e dar a melhor resposta assertiva para o momento. A serenidade permite-te também encontrar e promover harmonia.
Confio – Confia em ti mesmo, preenche-te de ti mesmo. Sabes do que és capaz, quais os teus limites, sabes que há uma fronteira entre ti e o outro e apenas tu tens controlo sobre ti mesmo.
Sou grato – Agradece pelo confronto, pelos desafios. Ajudam-te a crescer. Se hoje ou amanhã és melhor, é também pelas dificuldades que passaste.
Trabalho honestamente – Se verdadeiro contigo mesmo. Compreende as tuas fraquezas e transforma-as em forças. Geralmente é assim. A tua sobrevivência depende exclusivamente de ti. A compaixão, a bondade, está acima de qualquer outra ação que seja prejudicial.
Sou bondoso – Aprende a gostar de ti mesmo, abraça-te, acarinha-te, dá-te a ti mesmo. Só estando em ti, podes estar nos outros. Estando em ti, os outros não te podem empurrar ou manipular. A bondade preenche.
Quando aprendes a trabalhar as tuas emoções e sentimentos, estando centrado, aprendes a ter uma mente clara e dirigida.

http://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2014/11/preenche-te-de-reiki-nao-te-deixes-vazio/

REIKI PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS



Falta de concentração, agitação, reações intensas, emoções descontroladas, insatisfação e alguns problemas de comunicação podem ser sinais de uma criança hiperativa. Um diagnóstico destes apenas pode ser feito pela especialidade médica, mas numa perspectiva do cuidado integral da pessoa, o Reiki pode dar uma resposta válida. Reiki para crianças hiperativas é uma opção quando temos uma abordagem holística e pretendemos trabalhar com a criança de uma forma natural e complementar ao seu tratamento médico.

Tratamento de Reiki para crianças hiperativas

Reiki não funciona segundo fórmulas matemáticas ou químicas. A energia é ainda algo de muito desconhecido para nós, pelo que temos que nos basear em muito do que o sentir e a intuição nos diz. A sensação aliada à intuição poderá indicar formas para o tratamento no momento. Não nos podemos esquecer de aliar os cinco princípios – só por hoje, por isso, cada tratamento é único, é para o momento, para o tratamento da causa e dos efeitos.

LEMBRETE: BENEFÍCIOS DO REIKI